Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Mia Couto, Estórias Abensonhadas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mia Couto, Estórias Abensonhadas

Mensagem por Alexandre Denel em Sab 30 Maio 2009 - 5:31

Ficha de leitura


Antes de ler o livro


1. Identificação do Livro

1.1. Título
Estórias Abensonhadas

O ABRAÇO DA SERPENTE
1.2. Autor(a)
Mia Couto



1.3. Editora
Editorial Caminho, SA, Lisboa-1994



1.4. Data da Edição
Janeiro de 1999

2. Escolha do livro



2.1. Motivos que levaram à escolha do livro
Quem escolheo o livro foi a professora de Lingua Portuguesa

Após a leitura do livro



3. Contextualização do Autor



3.1. Alguns dados biográficos
MIA COUTO nasceu na Beira, Moçambique, em 1955. Foi director da agência de informação de Moçambique, da revista Tempo e do jornal Notícias de Maputo.

EM 1983 publica o seu primeiro livro: Raiz de Orvalho( poemas); depois, editado inicialmente pela Associação de escritores Moçambicanos, um livro de contos, Vozes Anoitecidas, publicado pela Caminho em 1987.
Em 1990 a Caminho publica o seu livro de estórias Cada Homen é Uma Raça e em 1991 cronicando, também inicialmente publicado em Moçambique.
Em 1992 sai o seu primeiro romance: Terra Sonâmbula. Em 1994 sai Estórias Abensonhadas. O seu segundo romance, A Varanda do Frangipani, sai em 1996, e Contos do Nascer da Terra em 1997.


3.2. Outras Obras do(a) Autor(a)

Raiz de Orvalho

Terra Sonâmbula
Cada Homen é Uma Raça
A Varanda do Frangipani
Contos do Nascer da Terra


4. Conteúdo do Livro


4.1. Género Literário
Contos



4.2. Assunto (breve síntese)

Mintoninho filho de Aboobacar e de Salumi
A sua mãe Salumi vendia na praça e o seu pai era um recém chegado de guerra.
Certo dia Mintoninho saiu de casa as pressas porque sua mãe estava quase a chegar da praça entao dicidio ir buscar o seu pai a taberna, porque cada vez que o pai bebesse tinha problemas com a sua mãe então o Mintoninho estava a tentar evitar um problema em casa porque ja estava faro daquilo.
Quando pelo caminho encontrou no chão uma boina verde, visto que não tinha ninguem a sua volta ele dicidio apanha-la e começou a brincar co a boina entre os dedos, a oina era azul mar, então levou a boina a casa para guarda-la antes de à entregar aos boinistas ali perto então quando chegou em casa pôs a boina no armário e voltou pa ir a busca do pai a taberna mas quando chegou a metade do caminho
ja vinha o pai todo bebado a cambalear, Mintoninho entresteceu-se logo com aquele senário e ficou co saudades do seu pai antes de ir para a guerra e viu que aquele que aí vinha era apenas o seu padraste.
Então o rapaz foi ajudar o pai e vieram os dois e quando, o pai chegou a casa viu a boina, e perguntou ao filho o que era aquilo mas o Mintoninho nem sequer teve tempo para dar esplicações porque o pai mandou-o logo para a varanda, e começou a ensinuar que a sua mulher Salumi, lhe havia traído enquanto estava fora na guerra então Aboobacar deitou-se no sofá e pos a boina no colo e deichou-se dormir. Algum tempo mais tarde começou a sonhar que uma cobra meteu a boina e começou a subirlhe pelas pernas e a lambe-lo o corpo com aquela língua bifida, e sentio o barulho dos olhos da cobra e ela entrou-lhe na boca e Mordeuh-lhe ele muito aflito começando já a ficar sem ar decidio chamar o seu filho porque era o único presente que ali se encontrava, e quando o Mintoninho chegou, tentou tapar o pai com um lençol e o pai disse que o seu lençol é a cerveja e que as feridadas da boca curam com a saliva, e afastou-o com o braço e a pele de Aboobacar começou a ficar verde-esverdeado e a mudar da derme para a epiderme, e a voz estava inrreconhecivel então o seu pai faleceu, e ele chorou e deu-lhe um abraço e quando a sua mãe chegou do mercado tirou a boina do colo do marido e foi-se embora.E ninguem soube se o seu marido tinha morrido de quê.



4.3. Citações favoritas (se necessário, explicadas no contexto)
"Aquele amargo do ciúme lhe crescia no todo corpo como um fenomeno deixado em forno."



4.4. Opinião sobre o livro

Gostei bastante deste conto devido a sua línguagem e por ser escrito por um Autor Africano, e não só é bastante diferente de todos que já tinha lido até agora.

Alexandre Denel
Rabisco
Rabisco

Número de Mensagens : 3
Idade : 26
Localização : setubal
Data de inscrição : 08/03/2009
Pontos : 2839

Voltar ao Topo Ir em baixo

Língua Portuguesa

Mensagem por Alexandre Denel em Sab 30 Maio 2009 - 5:35

Já li o conto que me foi pedido para ser apresentado no dia 8 de Junho.

Alexandre Denel
Rabisco
Rabisco

Número de Mensagens : 3
Idade : 26
Localização : setubal
Data de inscrição : 08/03/2009
Pontos : 2839

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mia Couto, Estórias Abensonhadas

Mensagem por Zizi em Qua 3 Jun 2009 - 15:29

10 valores

Zizi
Frase simples
Frase simples

Número de Mensagens : 24
Idade : 24
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 23/09/2008
Pontos : 3075

Folha de personagem
Guardião secular:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mia Couto, Estórias Abensonhadas

Mensagem por Salomé Raposo em Qua 24 Jun 2009 - 18:58

Denel,

tantos erros... Podias ter corrigido todos esses erros antes de colocares a ficha on-line.

11 valores

Salomé Raposo
Professora

Número de Mensagens : 86
Idade : 45
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 26/09/2008
Pontos : 3016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mia Couto, Estórias Abensonhadas

Mensagem por styx em Sab 26 Jun 2010 - 9:47

Qual é o nome do conto do resumo? É que tenho que fazer uma ficha de leitura sobre este livro e não tenho o livro :/ vou adaptar este resumo, mas preciso do nome deste conto que resumiste sff.

styx
Página em branco
Página em branco

Número de Mensagens : 1
Idade : 22
Localização : Portugal
Data de inscrição : 26/06/2010
Pontos : 2363

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mia Couto, Estórias Abensonhadas

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:25


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum