Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Conde do Monte Cristo - Alexandre Dumas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Leitor Conde do Monte Cristo - Alexandre Dumas

Mensagem por Convidad em Qua 30 Set 2009 - 10:59

Antes de ler o livro


1. Identificação do Livro


1.1. Título:
O Conde do Monte Cristo
1.2. Autor(a):
Alexandre Dumas
1.3. Editora
Verbo
1.4. Data da Edição:
Março de 2000


2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro
Escolhi este livro, porque já tinha uma base de como era a história, também por se tratar de um dos Romances mais famosos de Alexandre Dumas, além de ser um livro muito bom, e pelo fato de ser um dos livros mais lidos, e reconhecidos mundialmente. Assisti o filme, mas nada se compara ao livro, pois no livro é mais detalhado, bem diferente em relação ao filme.


Após a leitura do livro


3. Contextualização do Autor

3.1. Alguns dados biográficos
Alexande Dumas é um escritor francês ( Villers – Cotterrêts 1802 Pijs – perto de Dieppe 1870), filho do General Dumas. Ajudado por vários colaboradores , assinou 300 obras, entre Dramas e Romances, e foi o mais popular dos escritores da época romântica. Em 1929 foi ecerrada com grande êxito da peça “ Henrique III e sua corte”. O 1° Drama Romântico.

3.2. Outras Obras do(a) Autor(a)
*Os três Mosqueteiros(1884);
*Vinte anos depois(1845);
*Lê Visconte de Bragelonne(1850);
*A Rainha Margot(1845);
*La Dame de Monsoreau(1846);
*Os quarenta e cinco(1848).

4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário
Romance narrado em 3° pessoa
4.2. Assunto :
Quando Edmond Dantes conseguirá seu 1° posto como capitão do navio Faraó, com seus 20 anos de idade, após a morte do capitãoLeclere. Edmond fora acusada de um crime que não comentara. Assim o jovem Edmond Dantes, é preso horas antes de seu casamento com Mercedes, e lançada nas terríveis Masmorras do Castelo dele, onde fora acusado como agente bonapartista. Conseguindo comunicar-se como o prisioneiro da Cela vizinha. O Abade de Faria, que antes de morrer lhe revela o esconderijo de um famoso tesouro na ilha de monte Cristo.
Edmond consegue fugir. Em poucos anos transformou-se numa das personagens mais muejadas e ricas da sociedade parisiense. Voltando para-se vingar daqueles que contribuem para a sua desgraça e ajudando aqueles que o ajudaram no passado, mas sim revelar sua verdadeira identidade, mas ficará conhecido pela sociedade parisiense como Conde do Monte Cristo.
Com o tempo o conde fica sabendo, sobre a falência de seu pai e que Mercedes estava casada com Fernando, como Dangloms, Caderousse, e Villerfort estavam envolvidas, ou seja contribuem para a sua desgraça; um por amor, outro por enoga , outro por cobiça, e outro por ambição, eles denunciaram Edmond Dantes como agente Bonapartista.
Ao ficar sabendo da situação financeira que se encontrava o armador do Navio Faraó, o Sr. Morrel. Edmond Dantes, agora conhecido como o conde de monte cristo, ele ajuda-lo decide ajuda=lo, pois os outros navios estavam inutilizáveis e só havia o Faraó , mas devido a falta de dinheiro, por isso Edmond manda-lhe uma grande quantia de dinheiro, alem de alguns diamantes, dentro da bolsa que Morrel dera para pagar as dispesas do velho Dantes, o Talicião pai de Edmond Dantas.
um dia, o conde conhece o filho de Mercedes, o Sr Albert, que fora salvo pelo conde, quando capturado por Vampa, um famoso bandido romano que erainteiramente dedicado ao conde, por ter-lhes prestado uma vez um favor salvando-lhe um amigo da morte. Assim com uma simples palavra de Monte Cristo, Albert foi posto em liberdade.Com isso, o conde é convidado a ir a casa de Albert, onde foi-lhe apresentado seu pai, o Sr mercerf e sua mãe a Sra Mercef que o conde conhece-a como Mercedes fora visitar Vilefort para perguntar sobre Edmond, a única resposta que obtera, é que ele havia sido morto.
para se vingar de Villeforte, o conde decide realizar um jantar em sua casa de Autevil, com finalidade de vingar de Villefort, pois soubera por Bertuccio que um recém-nascido fora enterrado vivo por Villefort no jardim dessa menma casa, comprada pelo conde, e Bertuccio que viu essa cena, quando estava a esconder com intensão de se vingar de Villefort, Bertuccio esfaquea-o , e pensara que ele estivesse morto salvando a vida do recém-nascido, conhecido como Benetto, filho de Villefort com a Sra Danglas, mas naessa criança se tornava uma grande aberração ou seja se torna um assasssino. nesse jantar o conde faz com que Sra Danglams recordasse daquela noite em deu a luz a um menino que Villefort alegara que estava morto, essa era a lembrança infeliz de Sra Danglams.
No dia seguinte os senhores de Morcef dão um baile, onde se apresentavam a sua Sra. Villerfort que não estva presente na festa, corre imediatamente a casa de Morcef para buscar a mulher e a filha. Valentine, pois a avô da menina havia falecido, devido a isso, sua avó está dominada pela idéia de que o marido a está chamando para partir consigo,e o medico da família que examinará a Sr. Sant- Merian, chegava uma conclusão de que a Marquisa que – Mérian, a avó de Valentine fora envenada, e morrerá horas depois.
Após a morte dos avós de Valentine, herda a fortuna da marquesa de Saent – Mérian e da avô . E no outro dia quem morrerá fora o Sr. Barrois, também vítima de envenenamento, pois ele tomará alimonada que valentine lhe dera. Assim o médico acha que a culpa fora de Valentiona, pensando que a intensão dela fosse apenas se apoderar da riqueza dos avos.
Albert que saberá que alguém havia revelado o segredo de seu pai o Sr. Morcef, de que ele entregará o castelo de Janeta por uma grande quantia de dinhero, e passou a desconfiar do Conde, assim Alvert propôs um duelo ao Conde. Mas Mercedes que ouviras tudo, implora ao conde para que não mate seu filho, e declara a ele que nunca deixara de ama-la e se despede dele.
Com, o adoecimento de Valentine, a família de Villefort se encontrava quase em ruína e Donglams também se encontrava na mesma situação, por isso alega que o casamento é uma necessidade, assim obriga seu filho Euginie a se se casar com Andréa Cavalcanti.
Enquanto lá na casa dos Villefort, aos poucos valentine ia se recuperando graças ao Conde de Monte Cristo, que entrava escondido no quarto de valentine sem que ninguém percebesse, sempre se livrando do veneno que a madrasta pretendia matar Valentine para ficar com a fortuna que Valentine herdara dos avos, pensamento apenas em seu filho Edward, por isso. O conde esta atento tentando proteger Valentine como prometera a Maximilien Morrel que mante-la viva, pois sabia o quanto ele a ama. A madrasta não so envenenou os avos, mas também o Sr. Barrois, e pensava que Valentine também estivesse morta, pois o Conde dera a valentine um remédio para ela, parecesse morta.
Na família Morcef, o Sr. Fernando Morcef falecerá, deixando toda sua fortuna para a esposa e ao filho, mas eles doaram esse dinheiro ao hospício e a Sr. Morcef passou a viver na província e o filho alistou-se no exercito.


4.3. Citações favoritas :
Quando vos, Morrel , aqui tendes o segredo do meu procedimento para convosco: não há nem felicidade nem infelicidade neste mundo apenas há comparação de um estado com o outro, é tudo.
Só aquele que experimentou um extremo infortúnio está ao to a sentir a suprema felicidade. É preciso desejar a morte, Maximilien, para saber quanto é agradável a vida.
Vivei então a sede felizes , meu querido filho nunca esqueçais que até que o dia em que Deus se dignar revelar o futuro dos homens, toda sabedoria humana estará nesta palavra:
Esperar e ter confiança..


Nesta citação mostra que mesmo que um dia desejarmos a morte, em 1° lugar devemos ter esperanças e confiança em si próprio , pois a vida é repleta de mistérios e obstáculos que impede nos de sabermos tudo , nunca saberemos o que poderá acontecer daqui para frente , pois a vida , a vida é uma caixinha de surpresas e sempre haverá um obstáculo que impedirá de chegarmos lá, mas basta ter esperança e acreditar que tudo é possível , se lutarmos Por ela, tudo pode se realizar, apenas devemos lutar por nossos sonhos. Ou seja este trecho ensina a base do significado da vida, pois o que nos mantem vivos e a esperança e a confiança no destino.

4.4. Opinião sobre o livro

É um ótimo livro para se ler, e fácil para se entender, do começo ao fim. Neste livro “ O conde de Monte Cristo”, ensina que não se deve confiar em qual pessoa, pois ate aqueles a quem você confia acabam-se tornando seus piores inimigos devido ao ódio , inveja e a cobiça, as pessoa acabam cometendo algum Delito. É voltado para a realidade em que vivia a sociedade pariense da época. Vingança atrás de vingança , pois no livro mostra que inimigos existem devido a presença do ódio , pois no livro mostra que inimigos existem devido a presença do ódio, inveja, ambição ou por amor a mesma pessoa que seu melhor amigo ama, pois até seu melhores amigos podem se tornar seus piores inimigos.

Aline Ayumi Okamoto n° 01

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitor Re: Conde do Monte Cristo - Alexandre Dumas

Mensagem por alexandre(hiro) em Dom 4 Out 2009 - 10:24

Parabéns... a sua apresentação está ótima...
Sua nota é 16 (8.0)
avatar
alexandre(hiro)
"Best Seller"


Número de Mensagens : 496
Idade : 26
Localização : Brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 5434

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum