Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Azul Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por JoanaSantos em Qui 5 Nov 2009 - 9:53

[ Antes de ler o livro ]

1. Identificação do Livro
1.1. Título

“Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei”

1.2. Autor
Paulo Coelho

1.3. Editora
Pergaminho

1.4. Data da Edição
1994 (1ªedição)

2. Escolha do livro
2.1. Motivos que levaram à escolha do livro
O principal motivo que me levou à sua escolha foi o facto deste livro conter ilustrações no seu interior que me despertaram bastante o interesse. Além disso – como o livro pertencia à minha mãe (Embarassed) – perguntei-lhe a sua opinião, ao que parece gostou de o ler…o que me levou a querer lê-lo também.
Já ouvi boas críticas em relação a outro livro de sua autoria (“O Alquimista”), e como nunca tinha lido nenhum deste autor, aproveitei esta oportunidade para me dedicar a este.




Última edição por JoanaSantos em Sex 6 Nov 2009 - 17:11, editado 2 vez(es)

JoanaSantos
Texto
Texto

Número de Mensagens : 76
Idade : 24
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3626

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por JoanaSantos em Sex 6 Nov 2009 - 16:58

[ Após a leitura do livro ]



3. Contextualização do Autor
3.1. Alguns dados biográficos
x Paulo Coelho nasceu a 24 de Agosto de 1947 no Rio de Janeiro;
x Trabalhou como director e actor de teatro, compositor e jornalista, antes de se dedicar totalmente à literatura;
x Na sua juventude foi hippie e viajou por todo o mundo;
x Demonstrou desde cedo um fascínio pela espiritualidade;
x Escreveu letras para alguns dos músicos mais famosos do Brasil;
x Foi o próprio que editou o seu primeiro livro;
x Foi galardoado com inúmeros prémios de prestígio;
x É mensageiro da Paz da ONU;
x Os seus trabalhos estão traduzidos em 67 idiomas e foram editados em mais de 150 países;
x Entrou duas vezes para o Guinness Book of Records: a primeira como o autor que mais assinou livros em edições diferentes, e a segunda pelo seu livro “O Alquimista” – que foi o livro mais traduzido do mundo.


3.2. Outras Obras do Autor
x O Alquimista
x O diário de um Mago
x Brida
x As Valquírias
x Maktub
x O Monte Cinco
x Manual do Guerreiro da Luz
x Veronika Decide Morrer
x O Demónio
x Onze minutos
x O Zahir
x A Bruxa de Potobello
x Ser Como o Rio que Flui


4. Conteúdo do Livro
4.1. Género Literário

Romance

4.2. Assunto (breve síntese)
Neste livro é contada a história de duas personagens com características muito diferentes, mas que outrora partilharam um passado, uma história, amizade, e paixão.
Ele partiu ainda jovem da cidade pequena onde viviam, rumo ao desconhecido, com o intuito de conhecer o mundo. Ela, Pilar, porém, aquando o fim dos seus estudos mudou-se para Saragoça, viveu sempre presa ao seu passado, tinha uma vida em que cada minuto era calculado, e já tinha um futuro estipulado por ela. Em nada a sua vida se comparava com a dele.
Nove anos se passaram e continuavam a trocar cartas, as dele tinham selos de diversos países, as dela a mesma morada de sempre, como Pilar dizia: ele deixava crescer as suas asas, ela procurava criar raízes;
Combinaram um encontro em Madrid, local onde ele iria fazer uma palestra; seria a primeira vez que se iriam ver após tantos anos; Pilar fica a saber que ele entrara num seminário, mas nunca deixara de a amar, era um homem de fé.
Partem os dois numa viagem; Pilar pela primeira vez está longe de tudo aquilo a que está acostumada, é na companhia dele que enfrenta novas situações, que descobre o desconhecido, que deixa finalmente cair a máscara que a protege, revelando deste modo os sentimentos que sempre para si guardou.
Mais tarde Pilar descobre que ele tem o dom de praticar milagres;
Pilar acabou por se apaixonar por ele, estava pronta a libertar-se da outra parte de si, aquela que tinha tudo planeado, que pensa demasiado, e passar a ser apenas quem realmente sempre desejou.
Estava disposta a lutar pelo seu amor, e apesar de ter perdido a sua fé ao longo da sua vida, voltou a senti-la tão fortemente após a convivência com ele;
Porém, ele mais tarde renuncia o seu dom, pois não a queria fazer sofrer com a sua missão, queria servir o mundo através do amor que sentia por Pilar, com a humildade de uma pessoa anónima.
Contudo, ela não o aceitou, pois queria ajudá-lo na sua missão, de poder com ele ajudar quem mais precisasse, através dos seus milagres. Estava disposta a enfrentar as críticas de todos, a incompreensão, todo o sofrimento.
Depois desta revelação, Pilar fugiu, estava disposta a esquecê-lo. Foi então que foi acolhida por uma senhora que lhe contou a lenda do Rio Piedra – tudo o que caísse naquelas águas se transformaria em pedras do seu leito – então a mulher incentivou-a a escrever tudo por quanto tivesse passado nesses dias, e libertar os manuscritos no rio.
Ele foi à sua procura, pois nunca desistiu dela, e ambos prometeram seguir um caminho: juntos. E o seu dom voltaria, pois segundo ele, Deus sempre lhe deu uma segunda oportunidade, tal como aconteceu em relação a Pilar.



4.3. Citações favoritas (se necessário, explicadas no contexto)
“A felicidade às vezes é uma bênção - mas geralmente é uma conquista.”

“É possível que as pessoas lá de baixo pensassem:
«Não há nada lá em cima, apenas uma paisagem; qual é a graça disso?»
Mas o primeiro alpinista sabia qual era a graça: aceitar os desafios e ir adiante.
(…)
O primeiro homem a subir àquelas montanhas deve ter feito a mesma pergunta, ao olhar para aquelas casinhas lá em baixo com as suas chaminés a fumegar: «O dia deles parece sempre igual; que graça tem isso?»” – Reflexão de Pilar sobre a iniciativa de aceitar desafios, de correr riscos.

“Nunca podemos julgar a vida dos outros, porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia. Uma coisa é tu achares que estás no caminho certo; outra é achares que o teu caminho é o único.”

“(…)ele propôs-me um brinde do outro lado da mesa:
- Ao amor! – disse.
(…)
- Aos sábios, capazes de entender que certos amores são tolices de infância - disse eu.
- Aquele que é sábio, só é sábio porque ama. E aquele que é tolo, só é tolo porque pensa que pode entender o amor. – respondeu ele.” – Diálogo durante um jantar entre Pilar e o seu amigo de infância, na altura em que ela não admitia o que sentia por ele, porém ele sempre teve uma enorme sapiência na arte de contra-argumentar. tongue

“«Um rapaz e uma rapariga apaixonaram-se loucamente (…) e resolveram ficar noivos. Os noivos presenteiam-se sempre.
O rapaz era pobre – o seu único bem consistia num relógio que herdou do avô. Ao pensar nos belos cabelos da sua amada, resolveu vender o relógio para comprar um lindo travessão em prata.
A rapariga tampouco tinha dinheiro para o presente de noivado. Então, foi à loja do principal comerciante do lugar e vendeu os seus cabelos. Com o dinheiro, comprou uma corrente de ouro para o relógio do seu amado.
Quando se encontraram, (…) ela dá-lhe a corrente para um relógio que fora vendido e ele dá-lhe um travessão para uns cabelos que não existiam mais.»” – História contada pela mãe de Pilar quando esta era ainda uma criança com a qual ela se iria identificar já adulta.


4.4. Opinião sobre o livro
Sinceramente, não sabia o que esperar deste livro, nunca tinha lido nenhum livro de sua autoria, e isso de alguma forma contribuiu ainda mais para a sua leitura, uma vez que fiquei com a vontade aguçada de ficar a conhecer a escrita deste autor, e desvendar a história que estava por detrás deste título.
Gostei de o ler, gostei da forma como me fez pensar sobre algumas passagens, da forma como é defendido de que é preciso correr riscos na vida, de lutar por aquilo em que acreditamos, de seguirmos os nossos sonhos, de deixarmos de nos focar tanto no passado, viver o presente com orgulho daquilo que fomos um dia, no que nos tornámos e na nossa constante evolução.
Fica a vontade de tornar a ler um livro de sua autoria, talvez “O Alquimista” Wink


FONTES
xhttp://www.paulocoelho.com/port/index.html (site oficial do autor)
x http://www.livrosparatodos.net/biografias/paulo-coelho.html
xo próprio livro do autor;



Última edição por JoanaSantos em Qua 11 Nov 2009 - 8:18, editado 2 vez(es)

JoanaSantos
Texto
Texto

Número de Mensagens : 76
Idade : 24
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3626

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por Alexandre Santana em Sab 7 Nov 2009 - 6:28

xii Joana já o leste? :O:O:O:O
avatar
Alexandre Santana
Conto
Conto

Número de Mensagens : 66
Idade : 25
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3583

Folha de personagem
Guardião secular: Alexandria

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por JoanaSantos em Sab 7 Nov 2009 - 10:58

sim, nii-chan...estava com curiosidade e isso fez com que o lê-se mais depressa :]

JoanaSantos
Texto
Texto

Número de Mensagens : 76
Idade : 24
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3626

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por Filipe Azevedo em Qua 11 Nov 2009 - 13:51

Na verdade é um autor de que não tenho gostado muito. Também é verdade que se lê bem, que é de leitura rápida e fácil. Aparentemente, os leitores acham Paulo Coelho muito estimulante, uma espécie de mentor ou conselheiro da vida. Não sei.
Há uns tempos fiquei a saber que ele tinha comportamentos de que não se pode orgulhar e que contrariam as suas próprias lições. No entanto, houve algo que me agradou nele: autorizou e até forneceu ao jornalista que escreveu a sua biografia factos de que ele próprio se envergonhava. Achei isso deveras curioso. E gostei.
O livro de que gostei mais foi o primeiro dele que li. Precisamente "O Alquimista". Se gostaste deste (que também já li), talvez possas considerar a possibilidade de também ler aquele.

Para esta leitura: 16 valores

_________________
www.vertentes.pt.vu
avatar
Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens : 1229
Idade : 56
Localização : Portugal
Data de inscrição : 09/09/2006
Pontos : 15943

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por JoanaSantos em Sex 13 Nov 2009 - 14:39

Obrigado Cool;
Estou mesmo a ponderar comprar o livro...talvez tenha feito a escolha errada ao ler este primeiro, já que "O Alquimista" é realmente de entre todos os de sua autoria o que mais agrada à maioria das pessoas, sendo os restantes considerados meras cópias...mas deste modo também serviu para criar uma opinião sobre o autor, e pude partilhá-la aqui, e isso é também um dos objectivos do fórum...

Bem, se Paulo Coelho tem feito coisas que vão contra aquilo que tem defendido então mais parece um sal que não salga...(o sermão que temos lido já está a fazer efeito Very Happy)

JoanaSantos
Texto
Texto

Número de Mensagens : 76
Idade : 24
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3626

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por Ana Rosário em Sab 14 Nov 2009 - 14:15

aiii joana com esse comentário merecias mais um 1 valore. xP
avatar
Ana Rosário
Letra
Letra

Número de Mensagens : 8
Idade : 24
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3353

Folha de personagem
Guardião secular:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por Iúri | Shaft em Sab 14 Nov 2009 - 14:40

A apresentação quer do antes de ler, quer do depois de ler tá algo de MUITO bom!
avatar
Iúri | Shaft
Texto
Texto

Número de Mensagens : 91
Idade : 26
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3653

Folha de personagem
Guardião secular: Monte Athos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por Filipe Azevedo em Dom 15 Nov 2009 - 10:52

Iúri | Shaft escreveu:A apresentação quer do antes de ler, quer do depois de ler tá algo de MUITO bom!

talvez fosse interessante fazeres a avaliação quantitativa, uma vez que já estás nomeado moderador deste fórum.

_________________
www.vertentes.pt.vu
avatar
Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens : 1229
Idade : 56
Localização : Portugal
Data de inscrição : 09/09/2006
Pontos : 15943

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por Iúri | Shaft em Dom 15 Nov 2009 - 17:09

Nunca li Paulo Coelho portanto não posso fazer uma análise como foi feita pelo professor, mas analisando todos os factores, incluindo o facto de me o após de ler ter tido a capacidade de me deixar curioso relativamente ao actor e ao livro, a forma como a apresentação está bem estruturada, penso que algo como um 17, numa avaliação quantitativa de 0 a 20 seria adequado. É um escritor a "investigar" num futuro próximo.
avatar
Iúri | Shaft
Texto
Texto

Número de Mensagens : 91
Idade : 26
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3653

Folha de personagem
Guardião secular: Monte Athos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por JoanaSantos em Ter 17 Nov 2009 - 15:50

Obrigado, Iúri Embarassed

JoanaSantos
Texto
Texto

Número de Mensagens : 76
Idade : 24
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos : 3626

Voltar ao Topo Ir em baixo

Azul Re: Paulo Coelho, Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum