Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Um país para lá do azul do céu, Susanna Tamaro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Estouro Um país para lá do azul do céu, Susanna Tamaro

Mensagem por karol em Sab 4 Nov 2006 - 11:37

Carolina Paulino
11ºD nº7


1. Identificação do Livro:
1.1 Nome do livro: "Um país para lá do azul do céu";
1.2 Autora: Susanna Tamaro;
1.3 Editora: Editorial Presença;
1.4 Data de Edição: Lisboa, Fevereiro de 2003


2. Escolha do Livro:

2.1 Escolhi este livro porque fala da emigração ilegal, um assunto muito actual e importante dos dias de hoje...

3. Contextualização do Autor:
3.1 Alguns dados biográficos:
Autora: Susanna Tamaro

Nacionalidade: Itália
Website: http://www.susannatamaro.it

Curriculum: Susanna Tamaro nasceu em Trieste, Itália, no ano de 1957, embora tenha habitado em Roma durante a maior parte da sua vida. Em 1994 eclode o sucesso
Vai Aonde Te Leva o Coração, o bestseller que já vendeu mais de 6 milhões de exemplares no total dos países onde foi publicado. Actualmente, é proprietária de uma pequena herdade em Orvieto, em pleno coração da Umbria, onde encontrou um retiro espiritual que lhe confere a paz e tranquilidade necessárias para escrever.

3.2 Outras Obras da Autora:


-ESCUTA A MINHA VOZ

-CADA PALAVRA É UMA SEMENTE

-UM PAÍS PARA LÁ DO AZUL DO CÉU

-O FOGO E O VENTO

-CONVERSA COM SUSANNA TAMARO

-RESPONDE-ME

-O MENINO QUE NÃO GOSTAVA DE LER

-REGRESSO A CASA

-O CAVALEIRO LUA CHEIA

-TOBIAS E O ANJO

-UM LUGAR MÁGICO

-QUERIDA MATHILDA

-PARA UMA VOZ SÓ

-A ALMA DO MUNDO

-COM A CABEÇA NAS NUVENS
-VAI AONDE TE LEVA O CORAÇÃO

4. Conteúdo do Livro:
4.1 Género Literário: Este tipo de literatura é uma narrativa.

4.2 Assunto:

Este livro fala de 4 histórias drásticas de emigração num país desenvolvido (Itália, neste caso): a 1ª relata a história de uma rapariga (Rossella), cabo-verdiana, que vai para Itália à procura de uma vida melhor, vai para lá como empregada doméstica de um idoso (professor Baralti), que lhe faz a vida negra, pois é uma pessoa extremamente racista e é “amalucado”, visto que fala com um fantasma, a sua antiga ama (Arnilda); a 2ª narra a história de uma mulher (Nabila) que, quando o marido (Tiru) morre, decidiu ir com o seu filho (Raj), de 4 anos, para o estrangeiro, mas clandestinamente e trava-se com a dificuldade que é atravessar a fronteira de um país sem ser morta; a 3ª relata a história de uma rapariga (Salvacion) , de 19 anos, natural da América latina, que trabalha na casa de um doutor como empregada doméstica, tudo corria bem, a senhora era simpática, o senhor atencioso, até ao dia em que o senhor adoece e Salvacion é abusada por ele e a partir dai por necessidade finge que não aconteceu nada, mas vive com essa angustia para o resto da vida; a 4ª narra a história de um casal novo (Carla e António) que quer adoptar uma criança (Arik), e vão busca-la a Africa, é uma criança de raça negra, para este a felicidade é uma questão de peso e de cor, e por causa disso Carla não consegue relacionar-se com Arik e chega a entrar em desespero tentando o seu suícidio ou a morte de Arik.

4.3 Citações favoritas:

“Sou o monstro, sou o demónio que mastiga areia com os dentes”; “o vento é como o telefone”; “Lá em cima, as magias não serviam para nada; finalmente tinha percebido que o que as impedia de resultar era a cor. As magias resultaram de branco para branco, de negro para negro. Por isso, só havia uma coisa a fazer para libertar a mãe: passar a ser branco”

4.4 Opinião sobre o livro:

Gostei deste livro porque relata histórias que podem ser as de vários emigrantes, os emigrantes são muitas vezes vítimas de violência e falta de comunicação, que conduz à extrema desinserção social e ao desespero. Este livro mostra a coragem destas pessoas, que deixam o seu país à procura de uma vida melhor, sem saber se correrá tudo bem e se conseguirão uma vida melhor. Na minha opinião a emigração ilegal não é muitas vezes vista como um problema social gravíssimo, sendo muitas vezes posta de lado, e à conta disso muitas pessoas morrem diariamente. Os emigrantes que conseguem ficar no país não tiram o lugar a ninguém porque eles normalmente fazem o trabalho difícil, e tal com nós merecem serem respeitados…..



Aconselho o lerem este livro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!









avatar
karol
Ditongo
Ditongo

Número de Mensagens : 14
Idade : 27
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 23/09/2006
Pontos : 3986

http://Karol-Sadina.hi5.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum