Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Ana Karoline em Sab 25 Set 2010 - 8:30

Antes de ler o livro



1. Identificação do Livro

1.1. Título
O perfume. História de um assassino.

1.2. Autor (a)
Patrick Süskind

1.3. Editora
Klick

1.4. Data da Edição
1997

2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro

O livro nos chamou a atenção pelo seu nome, ao ler a sinopse nos interessamos pela história. E ao saber que era um clássico alemão e que tinha até mesmo um filme sobre a obra, ficamos ainda mais curiosas para ler e descobrir se o livro era tão bom quanto parecia ser.

Após a leitura do livro


3. Contextualização do Autor



3.1. Alguns dados biográficos

Nascido em Amsbach, na Baviera, Alemanha, no dia 26 de março de 1949,o filho do escritor e jornalista W. E. Süskid, Patrick Süskind, estudou História Moderna e Medieval na Universidade de Munique e, em Aix-em-Provence, na França. Publicou primeiramente alguns contos, entre eles: “Uma Batalha”, A Pomba, em 1979. Mas foi “O Perfume”, lançado em 1985, seu primeiro livro de sucesso, seguido por “A História do SR. Sommer” de 1991 e, em 1995, “Três Histórias”. Outro trabalho que lhe deu fama foi o monólogo dramático “O Contrabaixo”.
Muito pouco se sabe sobre a vida de Süskind, que é considerado uma das pessoas mais retraídas do cenário literário alemão. Süskind evita até mesmo noites de autógrafos e não é muito simpático à ideia de transformar seus livros em filmes, com medo de que sejam plagiados ou falsificados. Apesar disso, “o Perfume” foi transformado em filme por Tom Tykwer, tendo estreado em 14 de setembro de 2006.
Além de escritor, Patrick é também roteirista de televisão. Escreveu alguns roteiros para a TV alemã, como o seriado Der ganz normale Wahnsinn. Ao lado de Helmut Fischer escreveu o roteiro de Rossini, uma história que se passa no submundo de Munique. “O Perfume” foi publicado inicialmente em capítulos, no jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung, revivendo a tradição dos folhetins. A série “O Perfume” fez tanto sucesso que no final daquele mesmo ano (1985) foi transformada em livro. A obra alcançou o topo das listas de best sellers na maioria dos países em que foi publicada.

3.2. Outras Obras do(a) Autor(a)
O Contrabaixo - 1981
Um Combate e Outras Histórias - 1981
A Pomba - 1987
A História do Senhor Sommer - 1991
Sobre o Amor e a Morte - 2006

4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário
Romance

4.2. Assunto (breve síntese)
A obra é um clássico alemão que mais tarde foi transformada em um filme. A história se passa na França no século XVIII, nessa época reinava um odor horrível no país. Jean-Baptiste Grenouille era um pequeno órfão que nasceu em Paris, na parte mais pobre e fedida. Sua mãe trabalhava em uma peixaria e já havia perdido quatro filhos, todos já nasciam mortos e com esse não seria diferente. Quando começou a sentir as dores do parto, estava trabalhando, escondeu-se debaixo da mesa e pariu ali mesmo. Levantou-se e de repente desmaiou, as pessoas que estavam por ali foram ajudá-la e de repente ouviram um choro de bebê, quando viram, tinha uma criança jogada no meio de restos de peixe. A mãe foi presa e depois enforcada. Grenouille foi levado a um convento e esse convento o deixou com amas de leite. Ninguém queria ficar com o bebê, ninguém gostava dele. Então ele foi levado até a casa de madame Gaillard, uma mulher que só se importava com o dinheiro que receberia. Grenouille viveu toda a sua infância na casa dessa ama, lá ele começou a perceber que seu nariz era diferente do das outras pessoas, ele podia sentir o cheiro de tudo, mesmo que estivesse longe. Ele falava muito pouco, só falava palavras relacionadas a cheiros que sentia, pois fora isso, nada o interessava. Certo dia o convento parou de pagar pelas despesas de Grenouille e então madame Gaillard o levou até um curtume, para trabalhar. Após ter feito a negociação, madame Gaillard voltou para casa e tempo depois morreu. E morreu da forma que mais desprezava, no meio de uma multidão.
Grimal era o chefe de Grenouille. O trabalho era bem pesado e cansativo, mas mesmo assim Grenouille fazia tudo que lhe pediam, nunca parava de trabalhar e nem reclamava de nada. Certa vez ficou muito doente, com certeza morreria, mas conseguiu superar isso. Após isso, Grimal o reconheceu um pouco mais e deu a ele privilégios que nenhum outro tinha.
Certo dia Grenouille foi para a cidade, estava tendo uma festa para o rei. No meio da multidão Grenouille sentiu um cheiro que jamais tinha percebido antes, era algo incrível, ele começou a perseguir esse cheiro com medo de perdê-lo. Quando chegou até sua fonte, encontrou uma linda jovem sentada, descascando tangerinas, aquele maravilhoso perfume era o cheiro de sua pele. Grenouille se aproximou, ficou em êxtase por causa do perfume e de repente acabou matando-a, cheirou todo o seu corpo, para que jamais se esquece daquele maravilhoso perfume. E então resolveu que queria ser perfumista, criar e aprender a preservar todos os cheiros.
Giuseppe Baldini era um perfumista muito conhecido, porém já estava velho, não conseguia mais criar perfumes. Ele invejava Pelissiér, outro perfumista, seu concorrente, que criava maravilhosos perfumes. Baldini foi contratado para perfumar a roupa de um nobre, mas ele não tinha um perfume bom para fazer isso, portanto pegou o perfume que Pelissiér tinha acabado de fazer e tentaria desvendar a formula do perfume. Tentou por horas descobrir, mas nada conseguiu. Resolveu então mudar de vida, sair daquela cidade e aproveitar o resto de sua vida em um lindo lugar. Quando já tinha tudo resolvido, alguém bateu a sua porta. Quando abriu a porta era Grenouille entregando a encomenda de camurça que ele havia feito. Grenouille ficou encantado com tudo aquilo com todos aqueles cheiros. Pediu para que Baldini o deixasse trabalhar ali, o qual recusou dizendo que aquele não era o lugar dele. Mas para a surpresa de Baldini, Grenouille perguntou se Baldini iria perfumar aquela camurça com o perfume do outro perfumista, Baldini disse que não, que jamais faria isso, mas Grenouille disse que sua roupa estava impregnada com esse cheiro, e se caso Baldini quisesse, ele poderia refazer o perfume. Após muita insistência do menino, Baldini o deixou tentar refazer o perfume, afinal ele tinha certeza que jamais conseguiria. Grenouille saiu pegando as essências da loja de Baldini, mesmo no escuro, sem saber o nome, ou a quantidade de cada essência, porém ele era muito desastrado, não sabia manusear as ferramentas e isso irritava Baldini, então ele mandou que Grenouille parasse com aquilo, mas quando o menino tirou a mão do frasco, Baldini pode perceber o cheiro e viu que era idêntico ao perfume de Pelissiér. Baldini ficou encantado com aquilo, mas Grenouille disse que aquele perfume não era bom, que ele poderia criar um bem melhor. Baldini nem respondeu nada, Grenouille criou um novo perfume, ainda melhor que o anterior. E após isso Baldini resolveu contratá-lo. No dia seguinte Baldini pagou um bom preço a Grimal pelo Grenouille. Grimal ficou tão feliz com seu negocio, que foi festejar, ficou bêbado e na volta para casa, caiu no rio e morreu.
Grenouille aprendeu muitas coisas com Baldini, aprendeu um processo de extração de essências e ficou encantado. Mas quando tentou retirar a essência de vidro, ferro e até mesmo de um gato, ele não conseguiu e isso fez com que ele ficasse muito doente. Grenouille quase morreu, Baldini ficou extremamente preocupado. Grenouille então perguntou a seu mestre se havia outra forma de extrair a fragrância dos objetos, Baldini disse que ele não conhecia muito bem, mas que na cidade de Grasse havia um outro processo capaz de extrair as essências mais delicadas. No dia seguinte Grenouille melhorou subitamente e fez um acordo com Baldini. Ele ficaria ali trabalhando para Baldini por certo tempo e depois disso Baldini iria lhe dar o título de artesão e então ele seria alguém na vida. Baldini recuperou sua fama e sua riqueza. Grenouille foi embora da cidade após ter cumprido com seu contrato. Baldini ficou aliviado por Grenouille ter ido embora, pois na verdade nunca gostou daquele menino. De noite, enquanto dormia, corria o boato de que a Inglaterra tinha declarado guerra à França. O rei francês decidiu derrubar todas as pontes da cidade de paris. Baldini morava em uma dessas pontes e naquela noite em que estava dormindo tão calmamente, sua casa caiu e ele e sua esposa morreram.
Grenouille seguiu sua viagem, quanto mais tempo ele andava, mais ele começava a adorar o campo e desprezar as pessoas. Ele começou a ir por caminhos mais desertos, mais desconhecidos. Até que ele chegou a uma montanha e subiu até seu topo. Lá em cima ele percebeu que não existia ninguém naquela região e por isso ele ficou extremamente feliz e resolveu se instalar ali. No meio da montanha tinha uma caverna, onde Grenouille passou 7 anos lá dentro, ele só saia para fazer suas necessidades. Ele até ficaria mais tempo, se uma catástrofe não tivesse ocorrido. Em um de seus sonhos, Grenouille sentiu-se sufocado por uma nevoa densa, essa nevoa era seu cheiro, porém ele não era capaz de senti-lo. Acordou assustado e saiu da caverna, era certo que a caverna deveria estar impregnada com seu cheiro, mas para seu espanto, não havia nada lá além do cheiro de pedras.
Grenouille então seguiu a procura de um cheiro próprio, na rua todos os estranhavam, pois ele tinha uma aparência muito feia e estranha. Caminhou até que chegou a uma cidade, ele foi levado até o prefeito e lá disse que tinha sido sequestrado e aprisionado em uma caverna por 7 anos. Mostrou sua carta de artesão e todos ficaram chocados com essa história.
Havia um marquês chamado Taillade-Espinasse. Esse marquês tinha uma teoria de que a terra liberava gases tóxicos que nos fazia envelhecer e depois morrer, e para ele, a causa da aparência de Grenouille era a ação do gás. Então ele pegou Grenouille e disse que iria curá-lo, e assim iria comprovar sua teoria. Grenouille foi para a casa do marquês e lá ficou em uma sala com ventiladores imensos e altos, pois para Taillade, o ar de cima era puro. Após algum tempo, Grenouille acabou voltado a sua aparência normal. Certo dia Grenouille fingiu um desmaio e disse que era por causa do perfume do marquês, então o marquês preocupado, deixou que Grenouille fosse a um ateliê e criasse um novo perfume. No ateliê, Grenouille começou a pegar fragrâncias estranhas como queijo estragado e até mesmo fezes de gato. Misturou isso com algumas essências normais e criou um perfume, era semelhante ao cheiro humano, era um perfume próprio. Borrifou algumas gotas em si mesmo, e ao sair na rua percebeu que agora as pessoas olhavam-no de maneira diferente, agora percebiam que ele estava ali, coisa que antes não ocorria. Grenouille satisfeito voltou para a casa do marquês e depois foi embora da cidade.
O marquês conseguiu comprovar a sua teoria e ficou reconhecido. Certa vez ele decidiu ir a uma alta montanha para recuperar sua juventude. Porém nunca mais retornou e assim todos diziam que o ar de lá era tão puro que ele evoluiu e perdeu a sua existência na terra.
Grenouille seguiu em direção a Grasse, cidade que Baldini havia falado. Lá ele percebeu um maravilhoso perfume. Era o perfume de uma bela menina, ainda muito jovem. Ele queria obter aquele perfume, pois com isso ele conseguiria dominar as pessoas, fazer com elas o amasse e esse era seu novo objetivo. Mas ele sabia que a fragrância da menina ainda não estava pronta, ela ainda era muito nova. Então resolveu procurar um emprego e aprender novas técnicas. Começou a trabalhar no ateliê da madame Arnulfi e seu ajudante Drout. Lá ele aprendeu muitas coisas.
Em um dia um camponês achou uma bela moça morta, ela estava sem roupa e com os cabelos cortados. As pessoas se preocuparam e os assassinatos começaram a ser mais frequentes. No fim houve 24 belas moças mortas da mesma forma, todas bem parecidas fisicamente. Um bispo amaldiçoou o assassino e coincidentemente, na cidade vizinha apareceu um caso de assassinato. Apesar de não ter as mesmas características dos assassinatos que ali havia acontecido, todos ficaram aliviados.
Mas havia um homem em Grasse que não acreditou nessa historia, ele era um importante homem na cidade, seu nome era Antonie Richis. Ele tinha uma filha, Laure Richis, que estava entrando em sua adolescência, era uma jovem muito bela e a pessoa mais importante para seu pai. Richis desconfiava que o assassino ainda estivesse na cidade e que ele era um colecionador, não sabia do que, mas sabia que havia uma razão para as vitimas serem todas parecidas e sabia também que sua filha era uma das procuradas pelo assassino. Ele então resolveu sair da cidade com sua filha, disse a todos que iria para um lugar, mas no meio do caminho mudou a sua rota.
Grenouille estava do outro lado da cidade e percebeu que o cheiro da menina havia desaparecido, ficou assustado e foi quando Drout chegou e disse que Richis tinha ido embora. Grenouille pegou suas ferramentas e saiu atrás da sua vitima. No meio do caminho percebeu que o cheiro da menina não estava indo para o caminho que tinham dito, então perguntou a um guarda que estava por ali, o qual confirmou a rota, mas Grenouille não acreditou e seguiu o seu olfato. Quando chegou a um hotel, percebeu que já estava à frente de Richis e sua filha. Pediu para o dono do hotel que o deixasse dormir no celeiro, disse que era um trabalhador qualquer. O dono deixou. Logo após Richis chegou ao hotel e perguntou se havia mais alguém ali, o dono disse que só havia um pobre trabalhador no celeiro. Richis foi verificar e lá encontrou Grenouille dormindo, sentiu uma enorme bondade vinda do homem e isso o tranquilizou. Ficou no hotel com sua filha, ele em um quarto e ela em outro. Richis estava tão aliviado e cansado que acabou dormindo rapidamente. Grenouille levantou-se, começou a preparar tudo. Subiu até o quarto de Laure e lá a encontrou dormindo. Com um golpe na cabeça ele a matou e depois cortou seus cabelos e cobriu-a com um pano que estava sujo de banha, pois esse era o processo fundamental. Ficou a noite toda ao lado de sua vitima e ao amanhecer terminou o serviço e foi embora. A notícia da morte da menina se espalhou rapidamente, Richis voltou para Grasse extremamente abalado. Logo suspeitou do homem que estava no celeiro, disse isso a policia, a qual fez um retrato falado. Horas depois um guarda chegou dizendo que sabia quem era o assassino, que no dia em que Richis saiu um homem perguntou a ele sobre o caminho de Richis. Mas ele nunca se lembraria desse homem se não tivesse visto ele novamente ali mesmo naquela cidade. Então a policia seguiu até o ateliê, achou os vestidos e cabelos mau enterrados na casa de Grenouille e o prenderam. No dia em que foi lida sua sentença, Grenouille não se manifestou nenhuma vez. Aceitava tudo e dormia o tempo todo. Grenouille seria executado em praça publica com pancadas em suas articulações e depois pregado a cruz até a morte. No dia da execução a praça estava lotada, todos estavam ansiosos. Até que chegou a carruagem da policia e de lá desceu Grenouille. Ele desceu como um homem livre, com uma roupa elegante, o guarda que o acompanhava ajoelhou-se aos seus pés. O carrasco que bateria nele não aguentou e também caiu sobre seus joelhos. E em pouco tempo todos começaram a admirar, adorar, amar Grenouille. Acreditavam que ele era um anjo. Grenouille começou a sorrir cheio de malicia e ironia, estava satisfeito por ter alcançado seu objetivo. Apenas com uma gota do perfume que havia criado ele conseguiu fazer com que todos o admirassem. De repente a praça se tornou um orgia imensa, até mulheres casadas, jovem e o bispo se entregaram aos prazeres. Grenouille ao olhar aquela multidão, parou de sentir satisfação e começou a odiar tudo aquilo, odiar os homens por serem tão fracos a ponto de serem enganados por um único perfume. Agora tudo que ele queria era morrer. Foi quando ele viu Richis e tinha certeza de que jamais conseguiria enganar aquele homem com o cheiro de sua própria filha, quando já sentia uma pancada em seu peito, Richis abaixou-se e o abraçou fortemente, chamando o de filho. Grenouille desmaiou e quando acordou resolveu fugir daquela cidade.
Aos poucos as pessoas da cidade iam acordando, todas muito envergonhadas, jamais uma única palavra foi mencionada sobre o acontecido, a única coisa que ainda estava em aberto era o crime e para isso prenderam Drout, pois as provas estavam em seu quintal, e após diversas torturas ele confessou o crime e morreu enforcado rapidamente. E assim todos voltaram a ter sua vida normal.
Grenouille não tinha um destino, ele só queria morrer. Pois ao ver tudo aquilo ele percebeu que nunca seria capaz de amar e nem de ser amado, que jamais sentiria aquela felicidade que todos da praça sentiram. Então ele foi guiado por seu olfato até o lugar onde nasceu em Paris. Chegou lá quando era noite, havia umas pessoas na rua, mendigos, ladrões. Grenouille desistindo de tudo, jogou todo o perfume sobre si mesmo e as pessoas quando sentiram o indescritível aroma, correram até Grenouille para abraçá-lo, tocá-lo. No final, nada restou de Grenouille. As pessoas ficaram apavoradas, pois jamais tinha feito algo tão desumano, jamais pensariam em comer um ser humano, mas logo esse sentimento passou e deu lugar a uma felicidade infinita. Todos se sentiam bem. E pela primeira vez, acreditavam que tinham feito algo por amor.


4.3. Citações favoritas (se necessário, explicadas no contexto)
"... as pessoas podiam fechar os olhos diante da grandeza, do assustador, da beleza, e podiam tapar os ouvidos diante da melodia ou de palavras sedutoras. Mas não podiam escapar ao aroma. Pois o aroma é um irmão da respiração. Com esta, ele penetra nas pessoas, elas não podem escapar-lhe caso queiram viver. E bem para dentro delas é que vai o aroma, diretamente para o coração, distinguindo lá categoricamente entre atração e menosprezo, nojo e prazer, amor e ódio. Quem dominasse os odores dominaria o coração das pessoas."

4.4. Opinião sobre o livro
O perfume é uma obra muito interessante e envolvente. Rica em detalhes e comparações. Nada escapa ao olhar do autor, tudo é narrado em perfeita descrição fazendo com que o leitor se interesse e entre cada vez mais na história. Uma obra com um personagem bem diferente e misterioso, onde a cada capitulo da história ele descobre novas coisas e muda seus planos. E o autor não se cansa de expressar o quanto a fisionomia do personagem era diferente e o quanto ele causava certo medo e receio por parte dos outros personagens. Um drama cheio de surpresas e mistérios ao longo do caminho, que prende o leitor e o deixa a cada página mais curioso para saber qual será o desfecho de tudo isso. E além do livro ser extremamente interessante, o filme que foi produzido a partir dele, não deixa nada a desejar, segue com fidelidade cada parte do livro, apenas deixando uma coisa ou outra passar. Tanto o livro quanto o filme, são envolventes e criativos, onde prende a atenção dos expectadores.


Ana Karoline
Tamirys Ayumi
avatar
Ana Karoline
Palavra
Palavra

Número de Mensagens : 19
Idade : 23
Localização : SP - Brasil
Data de inscrição : 16/06/2010
Pontos : 2640

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Tamirys A. em Sab 25 Set 2010 - 11:20

Esse com certeza foi um dos melhores livros que ja li!
Muito envolvente,intrigante e q nos faz parar pra pensar a todo momento!
Desperta em nos muita curiosidade,a espera do próximo passo do personagem Grenouille.
Ameeei le-lo e indico a todos!!

Razz Very Happy
avatar
Tamirys A.
Argumento
Argumento

Número de Mensagens : 59
Idade : 25
Localização : Brasil
Data de inscrição : 13/04/2010
Pontos : 2745

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por alexandre(hiro) em Dom 26 Set 2010 - 0:36

O grupo, desde o primeiro bimestre, vem apresentando trabalhos muito bons; e a deste bimestre em especial, surperou as minhas expectativas... trazendo uma obra diferenciada, que foge do tradicional; e estou de queixo caído pela qualidade do trabalho apresentado.
Quando eu falei sobre prestar atenção aos detalhes para assim tirar nota máxima, vocês realmente, se esforçaram ao máximo, e aperfeiçoaram maravilhosamente o texto.
Embora um enorme resumo... Vocês conseguiram transmitir um invejável resultado de sua leitura.
Essa, acredito eu, que seja uma grande prova de que podemos superar a cada dia, a cada trabalho, e cada tropeço.
De fato, uma excelente apresentação... e digo que seria injusto, dar uma nota abaixo de 20 (10.0)!!!
Parabéns pela qualidade do trabalho, e continue a se dedicar muito, e muito mais!!!
Nota 20 (10.0) com muito louvor!!!

Parabéns
avatar
alexandre(hiro)
"Best Seller"


Número de Mensagens : 496
Idade : 26
Localização : Brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 5350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Ana Karoline em Dom 26 Set 2010 - 19:14

Nossa, muito obrigada! *-*
Realmente o resumo ficou bem extenso, mas é pelo fato da obra ser muito detalhada e a cada capítulo ter algo diferente. Acho que se resumíssemos mais, acabaríamos perdendo um pouco da obra. =/

Mas enfim, muito obrigada pelo comentário e elogios. Continuaremos fazendo o nosso melhor! ;D
avatar
Ana Karoline
Palavra
Palavra

Número de Mensagens : 19
Idade : 23
Localização : SP - Brasil
Data de inscrição : 16/06/2010
Pontos : 2640

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Tamirys A. em Seg 27 Set 2010 - 8:30

Agradeço tbm pela avaliação!É muito gratificante saber que nossos esforços são reconhecidos!=D
Obrigada ^__^
avatar
Tamirys A.
Argumento
Argumento

Número de Mensagens : 59
Idade : 25
Localização : Brasil
Data de inscrição : 13/04/2010
Pontos : 2745

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por alexandre(hiro) em Seg 27 Set 2010 - 17:05

Sim sim.. foi um trabalho muito bom...
E de fato... percebi a riqueza de detalhes no resumo (extenso, porém necessário) e foi devido a isso o grande sucesso da obra !!!
E, ao contrário que pareça... eu sei fazer elogios aos trabalhos bons... hsahshashahsa

Bom... Parabéns mais uma vez... e até a próxima apresentação


Última edição por alexandre(hiro) em Qua 29 Set 2010 - 4:39, editado 1 vez(es)
avatar
alexandre(hiro)
"Best Seller"


Número de Mensagens : 496
Idade : 26
Localização : Brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 5350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Tamirys A. em Ter 28 Set 2010 - 16:20

Ah!pessoal eskeci de mencionar tbm sobre o filme!Ele foi lançado em 2006 What a Face assisti,e achei muuito bom!Nw deixa a desejar,retrata fielmente,apenas alguns detalhes foram acrescentados ou retirados em relação ao livro,mas nada que fizesse se perder a essencia da obra.Alias,gostaria de mencionar tbm,q axei muito interessante a escolha do Ator principal,um individuo que nos passa bem nitido oq o livro descreve.Recomendo a todos. Razz
avatar
Tamirys A.
Argumento
Argumento

Número de Mensagens : 59
Idade : 25
Localização : Brasil
Data de inscrição : 13/04/2010
Pontos : 2745

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Ana Karoline em Qui 30 Set 2010 - 16:43

=D

Pois é, concordo com a Tamirys, o filme é tão emocionante quanto o livro, pois conseguiram um ator que supera nossas expectativas, porque ele é muito parecido com o personagem que é descrito no livro!

Recomendo à todos, tanto o livro quanto o filme! ;D
avatar
Ana Karoline
Palavra
Palavra

Número de Mensagens : 19
Idade : 23
Localização : SP - Brasil
Data de inscrição : 16/06/2010
Pontos : 2640

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Jaque em Sab 16 Out 2010 - 13:22

Tenho certeza que a melhor apresentação de vocês.
A nota não poderia ser diferente, 10 como sempre.
Parabéns para as duas.
avatar
Jaque
Frase complexa
Frase complexa

Número de Mensagens : 39
Idade : 24
Localização : Mogi das Cruzes
Data de inscrição : 15/03/2010
Pontos : 2715

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Ana Karoline em Sab 23 Out 2010 - 7:40

*-*
Obg Jaque!
avatar
Ana Karoline
Palavra
Palavra

Número de Mensagens : 19
Idade : 23
Localização : SP - Brasil
Data de inscrição : 16/06/2010
Pontos : 2640

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Perfume. História de um assassino - Patrick Süskind

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum