Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

"O Conde de Monte Cristo" - Alexandre Dumas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Leitor "O Conde de Monte Cristo" - Alexandre Dumas

Mensagem por Leticia Maria em Sex 22 Out 2010 - 12:09

Ficha de leitura


Antes de ler o livro


1. Identificação do Livro


1.1. Título: O Conde de Monte Cristo study
1.2. Autor(a): Alexandre Dumas

1.3. Editora: Abril Cultural
1.4. Data da Edição: 1972


2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro:
Assisti a três ótimos filmes em que esse livro é citado: O escafandro e a borboleta; V de Vingança; e Um Sonho de Liberdade... e me despertou a curiosidade em lê-lo, apesar de já conhecer a história anteriormente.



Após a leitura do livro



3. Contextualização do Autor

ALEXANDRE DUMAS, pai.

3.1. Alguns dados biográficos :
Alexandre Dumas foi escritor e dramaturgo, nascido em 24 de Julho de 1802 em Paris, na França.
Sua primeira peça, "Enrique III e sua corte", foi escrita em 1926; e em 1927, escreveu "Christine", que fizeram-no popular na época. Sua carreira de dramaturgo se desenrolou em Paris, onde mais tarde viria a se tornar um grande romancista. Casou-se com a atriz Ida Ferrir e teve 3 filhos fora do casamento. Um deles chamou-se Alexandre Dumas Filho, seguindo também a carreira de escritor.

3.2. Outras Obras do(a) Autor(a): Os três mosqueteiros, Os irmãos corsos, A rainha Margot, O visconde de Bragelonne (O homem da máscara de ferro), entre outros.

4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário: Aventura/Drama
4.2. Assunto (breve síntese):
Após a morte do capitão Lecrére, o jovem Edmond Dantes é nomeado o novo capitão do navio Pharaon e está prestes a se casar com a linda dama Mercedes. Mas seu companheiro de navio Danglars, movido pela raiva de não ter sido promovido e cobiça de ser capitão formula um plano junto ao amigo de Dantes, Fernand Mondego, este despeitado por não ser correspondido ao amor de Mercedes. Eles planejam se livrar de Edmond Dantes e para isso, acusam-no de um crime por conspiração política contra o governo de Napoleão Bonaparte, através de um bilhete escrito por Danglars, incriminando o inocente rapaz. O velho alfaiate Caderousse, enquanto embriaga-se de vinho no local, torna-se testemunha do ocorrido e quer interceder por Dantes, mas ameaçado e manipulado por Danglars e Mondego, amedronta-se e desiste de revelar a verdade.
Edmond Dantes, torna-se então, prisioneiro do sombrio Castelo D'If injustamente e pede que seja ouvido pelas autoridades; Mas o Mr.Villefort, o substituto procurador do Rei, decide ignorar sua ficha e deixá-lo preso mesmo sabendo de sua inocência, tudo para ter o falso mérito de lealdade ao Rei e poder ser promovido, e também para seu pai não correr o risco de ser incriminado, já que Dantes era a única pessoa que sabia da existência de uma carta contendo o seu segredo.
Após 14 anos preso, ele consegue planejar sua fuga com a ajuda de Abade Faria, um velho companheiro de encarceramento, cujo todos consideram maluco por dizer-se dono de um tesouro secreto. Este torna-se amigo de Edmond Dantes, a quem atribui todos os seus conhecimentos em artes, ciências, esgrima e outros idiomas. Quando Abade sofre um ataque, Dantes finge-se de morto em seu lugar, sendo lançado ao mar em um saco: única oportunidade que encontrou para se libertar, quando já pensava em entregar-se à morte ou à loucura.
Sem rumo e decidido a se vingar, ele é socorrido pelo navio pirata "Jovem Amélia" e torna-se um de seus tripulantes, com o objetivo de recuperar-se fisicamente e socialmente até ter a oportunidade de desembarcar na ilha Monte Cristo, onde estaria o misterioso tesouro que Abade havia lhe falado.
Ele segue, então, as orientações dele para chegar até o tesouro escondido na deserta ilha Monte Cristo, na esperança de retomar sua vida caso o tesouro realmente exista, ou sucumbir se for uma mera lenda. Logo, ele desenterra o tesouro da gruta e torna-se milionário. Com dinheiro e se passando por vários pseudônimos, ele recompensa os que intercederam a seu favor, no passado; e torna-se O Conde de Monte Cristo, buscando arduamente a vingança à todos que contribuíram com a destruição de sua vida.

4.3. Citações favoritas:

"Não cavarei um peito, nem destruirei uma existência. O sangue repugna ao homem: São as leis naturais que condenam ao assassinato, mais que do que as sociais". (Abade Faria) king

"Apenas os mortos saem vivos desse inferno. Tomemos seu lugar!" (Edmond Dantes)farao

"Toda a sabedoria humana está ela contida nestas suas palavras: confiar e esperar." (Edmond Dantes)
jocolor


4.4. Opinião sobre o livro:

Toda a história é repleta de filosofia. O autor consegue reunir drama, aventura e estratégia com reviravoltas que entretêm e prendem a atenção do leitor a cada parágrafo. O diálogo entre as personagens, a descrição minuciosa dos cenários e a própria mensagem do livro nos fazem refletir e nos divertir com essa maravilhosa aventura! O protagonista Dantes, é o anti-herói, isto é, ao mesmo tempo que é o mocinho é o vilão, e repassa toda a sua angústia e sentimentos ao leitor, que acaba sendo induzido a torcer pela conquista de Dantes.
Temas como esperança, justiça, lealdade e perseverança são abordados durante a história, passando uma mensagem emocionante!! cheers
Com esse romance, Alexandre Dumas prova que é, realmente, um dos gênios da literatura. Nota 10!!! king
avatar
Leticia Maria
Frase simples
Frase simples

Número de Mensagens : 24
Idade : 29
Localização : São Paulo, SP
Data de inscrição : 22/10/2010
Pontos : 2570

http://www.twitter.com/leticiambiologa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum