Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Assassinato no campo de golfe - Agatha Christie

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Assassinato no campo de golfe - Agatha Christie

Mensagem por Ana Karoline em Ter 16 Nov 2010 - 13:28

1. Identificação do Livro



1.1. Título
Assassinato no campo de golfe
1.2. Autor(a)
Agatha Christie
1.3. Editora
Klick
1.4. Data da Edição
1997

2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro
Por já termos lido um excelente livro dessa mesma coleção “Coleção Super Títulos” do jornal brasileiro Estadão, ficamos interessadas, pois com certeza esse livro seria tão interessante quanto o outro.

Após a leitura do livro


3. Contextualização do Autor



3.1. Alguns dados biográficos

Dame Agatha May Clarissa Mallowan foi uma autora britânica de grandes romances policiais. Suas obras são as mais traduzidas no mundo todo, superada apenas por Shakespeare. É conhecida como Duquesa da Morte, Rainha do Crime, por todas suas obras se tratarem de romances policias bem planejados e misteriosos. Criou muitos personagens famamos como Hercule Poirot, Miss Marple, Tommy e Tuppence Beresford e Parker Pyne, entre outros.

3.2. Outras Obras do(a) Autor(a)
O Inimigo Secreto (1922)
O Homem do Terno Marrom (1924)
O Assassinato de Roger Ackroyd (1926)
Assassinato no Expresso do Oriente (1934)

4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário

Romance

4.2. Assunto
O Assassinato no campo de golfe é uma obra de muito suspense. Hastings, o personagem principal tem como amigo Poirot, um renomado detetive, mas que tem métodos de procurar pistas um pouco diferente dos demais detetives da época. Ao ir visitar seu amigo, Hastings se depara com uma linda moça no trem, porém o jeito dela não o agrada muito, mas por acaso eles acabam conversando e ele se interessa por ela, ao fim da viagem ele pergunta o seu nome e a única coisa que obtém é o nome Cinderela. Chegando a casa do amigo, Poirot recebe uma carta onde um homem suplica pela presença dele imediatamente, seu nome é Renauld, então Poirot e Hastings seguem diretamente para lá. Chegando a casa de Renauld, eles percebem que algo estranho esta acontecendo e ao perguntar para um guarda que estava no portão, eles tem uma grande surpresa, Paul Renauld tinha sido assassinado naquela madrugada, haviam o encontrado morto no campo de golfe ao lado de sua casa, apunhalado pelas costas com uma espátula que o filho tinha dado a mãe. Poirot encontra seu amigo magistrado Hautet, encarregado do caso e acaba sendo convidado pelo mesmo a ficar por ali e ajudar na solução do crime. Segundo a mulher de Renauld, dois homens tinham entrado na casa na madrugada anterior, os bandidos havia a amarrado e levado seu marido em busca de algo que ela não sabia bem o que era. Mas essa historia intrigava Poirot, pois havia pistas que o faziam questionar sobre isso e, além disso, ele tinha a certeza de que já havia visto um crime parecido com esse. Os policias acharam no bolso de Renauld uma carta de amor mandada por uma moça chamada Bella, mas ninguém a conhecia e logo após acharam um pedaço de cheque rasgado no chão com o nome Duveen, então logo ligaram os nomes e ficou Bella Duveen, mas mesmo assim ninguém sabia quem era. Uma empregada da casa falou que o patrão estava tendo um caso com Daubreuil, uma mulher que morava ao lado. Os policiais junto a Poirot foram até a casa dessa senhora, mas não descobriram nada. Essa mulher tinha uma filha muito linda que chamou a atenção de Hastings, por causa de sua beleza e a atenção de Poirot, por causa de seus olhos ansiosos. Apesar de Poirot estar por ali ele não era o detetive encarregado do crime, muito pelo contrario, Giraud, era o detetive encarregado e havia uma grande rivalidade entre eles, pois um não aceitava o modo do outro de investigar os casos. Muitas coisas foram acontecendo, pistas foram surgindo, mas nada levava a lugar algum. Certo dia, por um acaso Hastings acaba encontrando Cinderela no campo de golfe, local do crime, logo a bela moça descobre que Hastings sabe muitas coisas sobre o crime, então ela implora a ele que a leve para conhecer tudo, o local do crime, o corpo e a arma do crime. Hastings sem saída acaba cedendo, dentro do barracão onde estavam o corpo e arma, Cinderela acaba passando mal, Hastings preocupado sai para pegar um copo d’agua, ao voltar, a moça quer ir embora. Ele a leva até a metade do caminho e então se separam novamente, nesse momento Hastings lembra-se que deixou o barracão aberto e corre para fechá-lo. Quando chega ao salão, se depara com todos interrogando Gabriel Stonor, o secretario de Paul Renauld, e ao mencionarem o nome Bella Duveen, Stonor diz ter a impressão de que já ouviu aquele nome antes. Nesse momento entra na sala Jack Renauld, o filho que estava viajando a negocio por ordens do pai, logo é interrogado, ele confessa que tinha brigado com seu pai na noite em que foi viajar, pois ele desejava casar com Marthe, a filha de Daubreuil, mas o pai não concordava, Hautet então pede para que peguem a arma do crime, quando o policial volta tem uma péssima noticia, diz que arma não estava mais no local onde deixaram, então Hastings confessa que fez algo errado, que levou uma conhecida lá e que deixou o barracão aberto por um tempo, todos o repreendem e saem em busca da arma. Poirot decide viajar, diz a seu amigo Hastings que vai atrás de pistas e que logo estaria de volta. Quando Poirot chega de viagem ele diz que já sabe tudo o que ocorreu, mas algo o surpreende, Hastings conta que outro crime ocorreu, um homem foi encontrado morto com a mesma arma que matou Paul, em um barracão perto do campo de golfe, só que o mais estranho é que o homem estava morto há no mínimo 48 horas, mas arma tinha sido roubada a cerca de 10 horas atrás. Isso preocupa um pouco Poirot, mas ele não perde o foco e logo vai encaixando as peças do crime e conta tudo ao seu amigo. Poirot mostra um antigo jornal a Hastings, é um jornal onde tem uma reportagem com um caso bem parecido com o que estava acontecendo. Uma mulher e seu amante decidiram matar o rico marido, eles planejam tudo, porém foram descobertos, a mulher foi condenada, mas logo saiu da prisão, pois acusou seu amante, o qual fugiu sem deixar qualquer pistas. Para a surpresa de Hastings essa tal mulher é a senhora Daubreuil, que após sair da prisão mudou de nome e foi viver sua vida com a filha, e o amante era Paul Renauld, que fugiu, mudou o nome e conseguiu enganar a todos, menos à Daubreuil e esse era o motivo dela sempre estar por perto dele, pois o chantageava. Com isso Poirot desvendou tudo, Paul e sua esposa estavam cansados das chantagens e decidiram planejar o próprio assassinato de Paul, o homem encontrado no barracão era um homem qualquer que havia morrido de morte natural, Paul e a esposa pegariam o corpo, iriam desfigurar o rosto, colocar as roupas de Paul nele, depois enfincariam a espátula no morto e o jogariam no campo de golfe, para que ficasse mais evidente o crime, só que eles foram surpreendidos, alguém descobriu o plano deles e acabou matando Paul de verdade, com uma outra espátula igual, pois havia duas espátulas, só faltava saber a quem pertencia a segunda. Depois Poirot resolve viajar mais uma vez, agora vai atrás de Bella Duveen, ao ver a foto da moça, Hastings percebe que é sua amiga Cinderela, então resolve ir com Poirot. Chegando lá, Hastings se encontra com Bella antes de Poirot, ele a interroga e ela confessa tudo, mas Hastings a deixa fugir. Eles voltam para o local do crime, algo inesperado está ocorrendo, todos estão acreditando que Jack é o verdadeiro autor do crime, ele está quase indo para a guilhotina, mas antes de ser condenado uma moça entra na sala e confessa ser autora do crime, então Hastings percebe que ela é realmente muito parecida, mas não é sua amiga Cinderela, é sua irmã gêmea, isso surpreende a todos e descobrem que a carta no bolso de Paul era na verdade para Jack e que Bella Duveen era namorada de Jack, mas estava enfurecida por estar sendo trocada por outra mulher, Marthe, por conta disso ela acaba matando o pai de Jack achando que é seu amado, pois ambos eram muito parecidos. O caso parece esclarecido, mas Poirot sabe que isso não é o que realmente aconteceu. No hotel onde estão hospedados, Cinderela aparece e conta tudo a Hastings, diz que só fez aquilo para proteger a irmã, só roubou a espátula aquele dia e confessou o crime porque não suportaria ver a irmã presa, ela então entrega a Poirot o que ele havia pedido, a espátula que havia roubado e uma outra espátula, a da irmã. Hastings se surpreende e percebe que havia três espátulas, a da mãe de Jack, a de Bella Duveen e outra, a espátula do verdadeiro assassino. Poirot já tem o criminoso em mente, então leva seu amigo e a Cinderela para ajudá-lo a pegar o criminoso. Eles vão até a casa da família Renauld, quando chegam lá ouvem gritos de socorro, ao entrarem na casa encontram a senhora Renauld quase morta e ao seu lado a verdadeira assassina, Marthe. Ela estava caída no chão, morta, pois havia batido com a cabeça. Marthe queria muito casar com Jack por causa do seu dinheiro, quando percebeu que Paul era contra o casamento, aproveitou o plano dele e sua esposa e o matou. Estava tudo dando certo até que ela se deu conta de que a mãe também era contra o casamento, então resolveu mata-la, mas isso não ocorreu, pois Poirot com toda a sua sabedoria descobriu tudo antes. Bella Duveen só havia confessado o crime pois tinha medo de que seu amado fosse preso. Assim o crime é desvendado e o caso é encerrado. Poirot se torna ainda mais reconhecido, Hastings está apaixonado por Cinderela, e os dois acabam ficando juntos.

4.3. Citações favoritas (se necessário, explicadas no contexto)
“- Não joga golfe, M. Poirot? – perguntou Bex.
- Eu? Jamais! Que jogo horrível!
Ele ficou subitamente excitado e acrescentou:
- Cada hole está a uma distância diferente. Os obstáculos não são arrumados simetricamente. Até mesmo os greens são freqüentemente inclinados de um lado! Só há realmente uma coisa aprazível: os… como é mesmo que se chamam? … tee-boxes! Eles são pelo menos simétricos.”

4.4. Opinião sobre o livro
Assassinato no campo de golfe é uma obra cheia de mistérios e desencontros ao longo do caminho. Tudo começa bem interessante, porém um pouco evidente, mas ao passar da historia, aquilo que era evidente já não é mais, o personagem que o leitor tema certeza absoluta de que é o criminoso já não parece mais ser. Poirot com seu estilo de investigação todo próprio, preocupando-se com detalhes onde ninguém mais prestaria atenção, o que faz com que o leitor pare e pense, refletindo sobre as coisas obvias, mas que não se dá o devido valor. Uma historia que envolve e intriga, deixando o leitor sempre na expectativa de descobrir quem é o criminoso e quando acha que tudo está resolvido, a história muda e, no fim, o criminoso acaba sendo aquele que menos foi dado importancia ao longo da obra.


3º A \o/
avatar
Ana Karoline
Palavra
Palavra

Número de Mensagens : 19
Idade : 24
Localização : SP - Brasil
Data de inscrição : 16/06/2010
Pontos : 2845

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assassinato no campo de golfe - Agatha Christie

Mensagem por Ana Karoline em Ter 16 Nov 2010 - 13:29

Síntese um pouco grande mais uma vez! =x
Mas é que as histórias são sempre interessantes, não tem como ignorar alguns fatos! ;]
avatar
Ana Karoline
Palavra
Palavra

Número de Mensagens : 19
Idade : 24
Localização : SP - Brasil
Data de inscrição : 16/06/2010
Pontos : 2845

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assassinato no campo de golfe - Agatha Christie

Mensagem por alexandre(hiro) em Qua 24 Nov 2010 - 20:35

Agatha Christie é uma das autoras que mais me encanta; talvez, pelo fato de eu amar histórias de suspenses... e principalmente de assassinatos...
Eu tenho 3 livros dela, e sempre que posso estou lendo-as.
Foi, através de uma peça, baseada em um dos livros da Agatha, que me deparei com essa fantástica autora, que consegue fixar a atenção do leitor, com uma leitura divertida e dinâmica.
Parabéns pela escolha do livro ^^
avatar
alexandre(hiro)
"Best Seller"


Número de Mensagens : 496
Idade : 26
Localização : Brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 5555

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assassinato no campo de golfe - Agatha Christie

Mensagem por alexandre(hiro) em Dom 28 Nov 2010 - 3:46

Bom, quanto ao trabalho... há algumas incoerencias:
Ao mencionar uma citação favorita, o grupo relato uma pergunta feita por um certo personagem chamado "Bex", o que no resumo apresentado, não se é mencionado;
A bibliografia, não relata o mais importante no intem, dados importantes da autora, salvo ao nome completo
Mas de forma geral, uma excelente apresentação.
Assim, a nota de trabalho é 14 (7,0).
Parabéns pela apresentação.
avatar
alexandre(hiro)
"Best Seller"


Número de Mensagens : 496
Idade : 26
Localização : Brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 5555

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Assassinato no campo de golfe - Agatha Christie

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum