Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Para a minha irmã- Jodi Picoult

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Para a minha irmã- Jodi Picoult

Mensagem por Marcela em Ter 14 Dez 2010 - 16:43

1. Identificação do Livro

1.1. Título- Para a minha irmã
1.2. Autora- Jodi Picoult
1.3. Editora- Civilização Editora
1.4. Data da Edição- 2010


2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro
Uma colega que já havia lido o livro recomendou-me. Ela me fez um breve resumo do que o livro se tratava e eu achei bastante interessante e quis lê-lo.

Após a leitura do livro


3. Contextualização do Autor

3.1. Alguns dados biográficos- Jodi Picoult nasceu e cresceu em Long Island. Estudou Inglês e escrita criativa na Universidade de Princeton e publicou dois contos na revista Seventeen enquanto ainda era estudante. O seu espírito realista e a necessidade de pagar a renda levaram Jodi Picoult a ter uma série de empregos diferentes depois de se formar: trabalhou numa correctora, foi copywriter numa agência de publicidade, trabalhou numa editora e foi professora de inglês. Aos 38 anos é autora de onze best sellers e em 2003 foi galardoada com o New England Bookseller Award for Fiction.





3.2. Outras Obras do(a) Autor(a)

- Uma questão de fé;
- Tudo por amor;
-Memórias esquecidas;
-O pacto;
- Frágil
- Em troca de um coração;
- Dezanove Minutos;
- O décimo círculo.






4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário- Romance

4.2. Assunto (breve síntese)
Sara e Brian Fitzgerald são pais de duas crianças aparentemente saudáveis. No entanto, mais tarde é diagnosticado leucemia numa das filhas, com dois anos de idade. Como forma de tentarem salvar Kate, os pais decidem conceber uma filha, através de uma manipulação genética, pois não tinham encontrado alguém com sangue compatível ao da Kate. O novo membro da família chama-se Anna, a quem Kate torna-se completamente dependente para sobreviver.
Quando era preciso fazer alguma transfusão ou qualquer outra coisa de modo a salvar a vida da irmã, Anna o fazia, não tendo total consciência do que estava realmente a acontecer pelo facto de ainda ser nova. Alguns anos mais tarde, Anna Fitzgerald resolve pedir uma emancipação médica, através uma acção judicial. Quer ter direito a tomar decisões sobre o seu próprio corpo. Ela não desejava o mal da irmã, apenas queria ter sua própria vida, sem viver praticamente todos os dias dentro de um hospital. Anna finalmente consegue o seu direito de ir a tribunal. Esta acaba por revelar que foi a irmã quem lhe pediu para se recusar a doar-lhe um rim pois estava a sofrer demasiado. No fim do julgamento o advogado de Anna, Campbell, fica com a responsabilidade de tomar todas as decisões relativamente à saúde dela até completar dezoito anos idade. O fim é trágico e inesperado. Quando o advogado de Anna vai levá-la a casa, eles sofrem um acidente e Anna morre. Já no hospital (onde se encontrava Kate), é feita a pergunta: Querem que os orgãos da sua filha sejam doados? E então, como Campbell é o responsável pelas decisões da saúde de Anna, diz: Sim, há uma rapariga no piso de cima que precisa deles urgentemente.
O rim de Anna é doado à irmã Kate que, por sua vez sobrevive. O livro acaba com uma pequena carta de Kate, muitos anos depois deste incidente, a explicar o quanto se sente grata pelo que a sua irmã fez. Anna cumpriu o seu propósito na vida, salvar Kate.




4.3. Citações favoritas
' Penso no seu rim a trabalhar dentro de mim, e no seu sangue a correr nas minhas veias. Eu levo-a comigo, para onde quer que vá.' Kate diz isso no no fim do livro dirigindo-se à irmã que lhe salvou a vida.

"Se os extraterrestres viessem à terra hoje e observassem com atenção porque é que os bebés nascem, chegariam à conclusão que a maioria das pessoas têm bebés acidentalmente, ou porque bebeu demais numa determinada noite, ou porque os anticoncepcionais não são 100% eficazes, ou por milhares de outras razões que na realidade não são lisonjeiras." Anna diz isso a analisar o modo como ela nasceu, que não foi de uma maneira natural.

"Sem ti não consigo saber quem sou." Anna diz à irmã, Kate.

4.4. Opinião sobre o livro

Eu simplesmente fiquei encantada com a história deste livro. De facto, um dos melhores, se não o melhor livro que já li! É cativante e nos envolve de tal maneira que acabamos por nos colocar no lugar das personagens e a reflectir como agiríamos numa situação destas.
É também uma bela lição de vida, e nos permite entender os dois lados da história. E vou ter que confessar que nas últimas páginas me caíram umas lagrimazinhas, não deu para conter!


avatar
Marcela
Letra
Letra

Número de Mensagens : 6
Idade : 24
Localização : setubal
Data de inscrição : 23/09/2008
Pontos : 3283

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Para a minha irmã- Jodi Picoult

Mensagem por Filipe Azevedo em Dom 19 Dez 2010 - 7:04

16 valores

_________________
www.vertentes.pt.vu
avatar
Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens : 1229
Idade : 56
Localização : Portugal
Data de inscrição : 09/09/2006
Pontos : 15848

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum