Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Amanhecer

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Boa Amanhecer

Mensagem por Crstiana Costa em Qua 22 Dez 2010 - 12:38

1. Identificação do Livro

1.1. Titulo - Amanhecer
1.2. Autor(a) - Stephenie Meyer
1.3. Editora - Gailivro
1.4. Data da Edição - 5º edição, Outubro de 2009






2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro

Antes de ler qualquer livro desta saga vi os filmes.

Há muito tempo que não lia um livro e tive a oportunidade de ler este, visto que ia ser o último livro resolvi ler até porque gostei imenso dos filmes. Sabia que os livros eram muito mais completos no que diz respeito a descrição das coisas e dos sentimentos. Tive curiosidade em saber como seria a sensação de ver um filme de que já se sabia o desfecho, então obtei pelo Amanhecer, porque é mesmo um tema que me interessa, e sabia que se lesse não m iria aborrecer.


3. Contextualização do Autor

3.1. Alguns dados biográficos

Stephenie Meyer é a autora da saga Twilight. Nasceu em Hartford mas cresceu em Phoenix no Arizona.

Frequentou a escola Chaparral High School em Scottsdale e tirou o seu curso de literatura inglesa na Universidade Brigham Young onde se formou em 1995.

Crepúsculo é o seu primeiro romance, e após o ter escrito ganhou três prémios, um do NY Times e dois da Associação das Bibliotecas Americanas.

O sucesso desta obra rendeu-lhe contratos de adaptação para o cinema e planos para novas obras.

Depois de Crepúsculo seguiu-se Lua Nova, Eclipse e Amanhecer. As três primeiras obras dão vida aos filmes já vistos em Portugal. O último só para 2011.



mais informação: www.stepheniemeyer.com
3.2. Outras Obras do(a) Autor(a)



Stephenie também escreveu:

-Nómada;

-Danças Malditas;

-Sol Da Meia-noite;

-A Breve Segunda Vida De Bree Tanner


4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário – romance e ficção
4.2. Assunto (breve síntese)

Introdução



O Amanhecer é um livro que pertence à colecção da saga Luz e Escuridão, escrita por Stephenie Meyer.

Esta saga tem como história, um romance entre um vampiro e uma humana.

Nesta história participam vampiros, humanos e lobisomens.

Estes vampiros são seres “mortos”, que não dormem, alimentam-se de sangue animal, para evitar mortes humanas e têm poderes sobrenaturais, por exemplo ler os pensamentos.

O amor do qual esta saga trata e de um vampiro e de uma humana. O Edward e a Bella.

Bella é a única humana que Edward não consegue ler os pensamentos, e foi esse fenómeno que lhe causou uma estranha sensação e que fez crescer um grande sentimento. Mas Bella rapidamente descobriu que Edward era um vampiro devido á sua rapidez, força, pele gelada, mudança na cor de olhos, entre outros aspectos físicos. Embora não tivesse sido esse “pormenor” que fez com que ela sentisse medo dele. A humana não tinha medo, nem de Edward nem da sua família, os Cullen.

Jacob é um lobisomem. Apaixonada por Bella. Ao contrário dos vampiros, os lobisomens eram quentes e tinham batimento cardíaco.

Os vampiros estavam agrupados em famílias conforme os seus criadores. Os criadores eram aqueles que transformavam um humano nem vampiro através de uma mordida no pescoço.

Bella queria que Ed a transformasse para que pudessem ficar juntos eternamente sem obstáculos tão complicados como o amor de um vampiro e de uma humana. Mas este só aceitara transforma-la depois de se casarem.



Este é um breve resumo dos três primeiros livros desta saga. Crepúsculo, Lua Nova Eclipse respectivamente.



O Amanhecer dá continuação á história. É um livro composto por 753 páginas de romance, trintas e nove capítulos e três livros. O primeiro e terceiro são narrados por Bella, o segundo por Jacob.



Resumo

Bella e Edward vão se casar, e Alice Cullen, a irmã de Edward tratou de todos os preparativos desde a roupa, às decorações e ao banquete.

No dia do casamento, foram muitos familiares e amigos dos Cullen e da Bella. Os humanos que estiveram presentes não sabiam da existência dos vampiros.

Jacob estava desaparecido há algum tempo por isso não esteve presente durante o dia do casamento da melhor amiga.

Dadas todas as felicidades pelos convidados, Bella teve uma grande surpresa. Jacob aparecera. Dançaram juntos algumas músicas, entretanto o lobisomem perguntou-lhe quanto tempo de vida humana lhe restava, e Bella respondera-lhe que seria mais ou menus duas semanas, pois queria passar a lua-de-mel sem sofrimento.

Jacob ainda não se tinha conformado com a ideia de perder Bella para um vampiro, e de esta se transformar numa “sugadora de sangue”, (esta é uma expressão utilizada por Jacob ao logo do livro).

Terminado o dia de festa o casal parte em lua-de-mel. Esta seria surpresa para Bella porque fora Edward a preparar tudo. Finalmente chegaram ao destino. A ilha Esme.

Esme Cullen emprestara a sua ilha para o casal descansar. A ilha tinha uma grande casa mesmo ao “estilo Cullen”.

Foram-se passando os dias, quando Bella começou a sentir-se mal e a vomitar. Resolveram ligar para Carlisle, o pai de Ed, que era médico, para tentarem saber o que se passava.

Carlisle disse que Bella teria apanhado uma doença da América do Sul e teria de voltar para casa para poder ser observada.

A barriga da rapariga crescera numa velocidade arrepiante, o que tudo indicava que estava grávida. Mas grávida como? De um vampiro, ou de um humano? Não se sabia o que Bella carregava no ventre, mas ela já o amava, recusando-se sempre a mata-lo, mesmo sabendo que “aquela coisa” a estava a matar, partindo-lhe costelas, deslocando-lhe ossos, provocando febres incontroláveis e um aspecto de vim de vida. A criança bebia o sangue da própria mãe, o que deixava Bella sem sangue. Para poderem alimentar o bebé sem a prejudicar, ela teria de beber sangue que os Cullen tinham reservado para uma urgência. Não foi o facto de beber sangue que preocupou a humana. Ela só queria salvar o seu bebé. Bebeu o mais que pode mostrando melhoras.

Quem não gostava mesmo daquele cenário era Jacob. Ver a sua amada a sofrer por causa de um vampiro e de uma coisa” que carregava dentro de si e que lhe ia matar. Jacob estava a perder a sua Bella.

É disso que fala o livro dois, narrado pelo lobisomem. Refere todos os problemas que a criatura estava a criar na sua alcateia. Todos os lobisomens queriam terminar com a vida de Bella antes que o bebé nascesse e gerasse conflitos, pois ninguém fazia ideia do que seria.

Jacob revoltado abandona a sua alcateia e juntasse aos Cullen numa aliança para salvar Bella. O lobisomem daria logo sinal assim que os outros se preparassem para atacar para que os vampiros estivessem preparados.

Não foi preciso muito tempo para que o líder da alcateia de Jacob o ter informado que tinham desistido dessa ideia pois Bella era jovem e não sabiam ao certo que tipo de criança seria.

O vampiro e o lobisomem uniram-se para tentar convencer Bella a não ter o bebé, pois podia mata-la na nascença. Mas sem sucesso. Bella amara mesmo a criança independentemente do que fosse, e prometera protege-la sempre.

Todos esperavam o nascimento. Bella estava grávida há mais ou menos duas semanas, e observando a evolução da sua barriga, o parto estaria previsto para os dois, três dias seguintes.

Quando chegou a hora Bella só estava acompanhada de Ed, Jacob e Rose sendo estes a ajudarem no parto.

Tudo parecia perdido para Jacob, ao deixar de ouvir o coração de Bella, mas nesse momento Edward espetou uma agulha com o seu veneno no seu coração.

O lobisomem dava Bella como morta e dirigiu-se para a sala dos Cullen. Lá, estava Rose. Jacob detestava-a porque era a única que apoiava Bella a ter aquela criança, que a tivera morto. E lá estava ela, com Renesmee nos braços.

Renesmee era a filha de um vampiro com uma humana.

E assim terminou o livro narrado pelo lobisomem.



O livro de Bella, recomeça com o capítulo dezanove onde ela conta o seu sofrimento nas horas de transformação.

Quando acordou, os Cullen olhavam-na. Alice fora buscar um espelho para Bella se observar, e esta não reconhecera a outra rapariga que estará no seu reflexo.

Bella procurou Renesmee e logo ouvira dois corações a bateram no andar de baixo. Um seria, certamente o de Jacob, e o outro de Renesmee. Então a menina seria humana?

A vampira recém-nascida foi com o seu marido caçar a floresta, pois agora, a nova vampira Cullen teria de se habituar à sua nova forma de vida. Os recém-nascidos têm mais força do que qualquer outro vampiro adulto, o que tornou tudo muito simples para Bella. O que poderia ser o maior dos problemas, encarar um humano, foi ultrapassado sem qualquer dificuldade, concluindo assim que Bella teria poderes sobrenaturais diferentes dos outros vampiros, o que facilitou também a sua primeira visita a Renesmee.

A menina era linda e tinha um dom, como aos vampiros. Então seria semi-vampira, semi-humana.

Renesmee crescia de forma impressionante. Tinha pouco tempo de vida e já se parecia com uma criança. Andava e falava. E um dos seus poderes de vampira era que bastava encostar a sua mãozinha na cara de outro vampiro, para que este recebesse toda a informação que a menina lhe queria transmitir.

Jacob e Renesmee eram inseparáveis. A criança adorava o seu lobisomem.

Ao Cullen ofereceram a Bella uma casa nu campo que fora reconstruído para ela, para Ed e para Renesmee.

Tudo parecia estar perfeito, quando Irina, uma vampira, viu a menina. Criar crianças imortais era proibido e Irina pensou que os Cullen tinham quebrado essa regra, informando logo os Volturi.

Os Volturi também era vampiros, mas a sua relação com Cullen não era a melhor.

Alice via o futuro e vera que ao Volturi estavam a caminho para acabar com os Cullen. E vinham com a guarda toda.

Os Cullen preparam também toda a sua equipa de vampiros, e Carlisle chamou outros vampiros de todo o mundo para lutarem ao seu lado contra os Volturi.

Treinaram dois meses. Nos treinos, Bella descobriu o seu poder. Conseguia criar um escudo de protecção e assim proteger quem ela quisesse.

O seu grande medo era Renesmee. Bella não queria perder a sua filha.

Chegou o dia em que tudo estava como Alice tinha previsto, o que indicava que ao Volturi estavam a chegar, e chegariam, certamente, nesse mesmo dia.

Depois de largas semanas de treino e de espera, os Volturi chegaram ao campo de combate que estava coberto de neve. Irina estava com eles.

Os Cullen tentaram esclarecer tudo sobre Renesmee, dizendo que ela não era imortal. Renesmee desenvolvia-se.

Aro, um Volturi, perguntara a Irina se aquela era a criança que teria visto, levando como resposta que sim, mas que parecia bastante diferente desde a ultima vez que a vira.

Irina foi destruída por ter levantado falsas suspeitas.

Aro, estava encantado com a menina e pediu a varias testemunhas dos Cullen que dessem provas de que a criança não era imortal, e assim não haveria luta.

Todas as testemunhas disseram que viram mudanças significativas em Renesmee.

Entretanto Alice chegou com dois vampiros, um macho e uma fêmea, o Nahuel, e a Huilen, a sua tia. Nahuel contara a todos a sua história. Ele era da mesma espécie que Renesmee, filho de um vampiro e de uma humana. A sua mãe morrera no parto, e o bebé transformou a sua tia assim que nasceu. Huilen tratou dele, e passados sete anos do seu nascimento Nahuel atingiu a fase adulta não se modificando mais.

Esta era uma prova de que Renesmee não era perigosa e que bastava mais Seia anos e meio para que tivesse aparência de um vampiro adulto.

Assim os Volturi não quiseram lutar, voltando para casa.

Os Cullen ainda não acreditavam, e agradeceram a Nahuel e a sua tia os seus testemunhos.

Bella, Edward e Renesmee foram para a sua casa no campo, onde Bella mostrara a Ed o seu poder, de por momentos, com a ajuda do seu escudo, fazer com que o vampiro consiga ler os seus pensamentos.

Agora sim, tudo estava perfeito. O casal estava inseparável para a eternidade ao lado da sua filha, semi-humana, semi-vampira.




4.3. Citações favoritas

Aqui vou referir frases ou expressões do livro que mais me marcaram, e vou dizer a razão pela qual as escolhi. Like a Star @ heaven

“Às vezes, era muito fácil esquecer que estava beijar um vampiro. (…) Nunca conseguia esquecer, por um segundo que fosse, que envolvia alguém nos braços que se assemelhava mais a um anjo que um homem.” (capitulo dois, Uma noite longa)

Bella achava Edward um vampiro, melhor do que os humanos. A meu ver, esta expressão significa que os humanos são capazes de ser muito mais perigosos do que alguém imagina.




“-Oh Jacob. - agora chorava; não conseguia articular as palavras devidamente. - Obrigada.”

(…)

- Agora, estão aqui todos os que amo” (capitulo quatro, O gesto)



“- Quando? – perguntou, muito baixinho.

- Não tenho a certeza. Talvez dentro de uma ou duas semanas”

(…)

- Qual é o impedimento?

- Não queria passar a lua-de-mel a contorcer-me de dores.

- Preferias passá-la como? A jogar damas? Ah ah.”

(capitulo quatro, O gesto)

Jacob amava Bella e estava preocupado com a sua transformação. Ele sempre fez tudo pelo bem dela e sabia que nesta decisão não podei impedi-la, e que era mesmo desnecessário tentar.

“- Não tenhas medo – murmurei. – Pertencemos um ao outro.

De repente, senti-me esmagada pela realidade das minhas próprias palavras.

O momento era tão perfeito e verdadeiro que não havia forma de o negar.

Os braços dele rodearam-me, apertando contra si… uma corrente eléctrica pareceu percorrer cada extremidade dos meus nervos.

- Para sempre – confirmou ele.” (capitulo cinco, Ilha Esme)



“ Nós não alimentávamos esperanças comuns, mas todos alimentávamos esperanças.” (capitulo trinta e dois, Companhia)



“tinha chegado o momento. Aliviei com cuidado a pressão dos braços de Renesmee no meu pescoço.

-lembras-te do que te disse?

Os seus olhos encheram-se de lágrimas, mas a menina assentiu com a cabeça.

- Amo-te. - Murmurou ela.

(…)

-Também te amo. - Respondi, tocando no medalhão -, mais que a própria vida. – E beijei-a na testa.” (capitulo trinta e sete, Estratagemas)

Era notável o amor que havia entre esta filha e a mãe, por isso resolvi destacar esta parte do livro.

“Voltei a pressionar as mãos no rosto dele, icei o escudo por completo da minha mente e retomei o ponto onde tínhamos ficado – as memórias cristalinas da primeira noite da minha vida… detendo-me nos pormenores.

Ri-me sufocada quando um beijo ansioso interrompeu de novo os meus esforços.

- Que se dane – rugiu Edward, beijando-me debaixo do queixo, insaciável.

- Dispomos de todo mo tempo do mundo para praticar. – Recordei-lhe.

- Para sempre, sempre e sempre. – Murmurou Edward.

- Isso soa-me a algo mais do que perfeito.

Foi então que demos asas à nossa felicidade, naquele momento pequeno, mas absoluto, da nossa eternidade.” (capitulo trinta e nove, Felizes para sempre)




4.4. Opinião sobre o livro

Adorei ler este livro. Principalmente porque associei-o as personagens do filme e assim foi mais interessante. Agora estou ansiosa para que chegue o filme mas tenho de esperar quase um ano. I love you



Extras

(as imagens que se seguem são os actores que encarnam as personagens do livro)

Cullen

Bella

Edward

Jacob

lobisonens

Volturi

Renesmee



treiller de Amanhecer: http://www.youtube.com/watch?v=uGRAynWjVLU&feature=related

Crstiana Costa
Letra
Letra

Número de Mensagens : 6
Idade : 21
Localização : setubal
Data de inscrição : 06/12/2010
Pontos : 2251

Voltar ao Topo Ir em baixo

Boa Re: Amanhecer

Mensagem por Filipe Azevedo em Dom 9 Jan 2011 - 15:04

Excelente empenho em completar a ficha de leitura com mais informação extra.
Este tópico também representa a estreia da turma. Uma antecipação muito louvável.

17 valores

_________________
www.vertentes.pt.vu

Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens : 1229
Idade : 55
Localização : Portugal
Data de inscrição : 09/09/2006
Pontos : 15593

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum