Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Deus Não Gosta de Nós

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Deus Não Gosta de Nós

Mensagem por Filipe Daniel em Qui 6 Jan 2011 - 2:53


Identificação do Livro
Titulo- Deus Não Gosta de Nós
Autor- Hank Moddy
Editora- Marcador
Edição- Novembro de 2010

Escolha do livro
Escolhi este livro devido a serie que foi originada devido ao livro, pois ela é uma das minha favoritas.

Contextualização do Autor
Hank Moody, é um autor fictício, protagonizado por David Duchovny, da serie "Californication", logo não existe dados biográficos e o autor não editou mais nenhum livro.


Conteúdo do Livro
Género Literário- Romance
Assunto-

Hank, um jovem de 21 anos, influenciado pela sua namorada, Daphane, uma viciada em comprimidos, decide abandonar o emprego e a faculdade para ir viver com a sua namorada para outra cidade. Ainda antes de tentar começar a sua nova vida, o casal discute, e Daphane sobre o efeito dos comprimidos, tenta assassinar Hank. Conseguindo sair da situação ileso, Hank decide começar uma vida independente, acabando por se tornar um traficante de drogo. É durante o seu novo “emprego” que conhece Nate, uma estrela de rock, e a sua namorada K., uma modelo fotográfico. Progressivamente, Hank vai se apaixonando por K.. Aproveitando-se de uma discussão entre Nate e K., Hank convida-a para ir jantar, acabando os dois entrelaçados na cama de Hank. No dia seguinte, K. viaja para a Coreia do Sul devido a uma sessão fotográfica. Hank decide-lhe fazer uma surpresa e viaja igualmente para a Coreia do Sul, mas é ele o surpreendido quando descobre que Nate teve a mesma ideia, acabando assim o casal por fazer as pazes antes de ele chegar. De volta ao E.U.A., com um coração desiludido e magoado na bagagem, Hank descobre que o seu pai vai abandonar a sua mãe, que algum tempo antes lhe foi diagnosticado cancro no pulmão. Convencido que nada mais poderá piorar, é despedido do seu emprego ilícito e a mãe morre.
Decidido a recomeçar a sua vida, Hank volta para o seu antigo emprego e decide voltar para a faculdade.

Citações favoritas-
"a vida é demasiado curta para dançar com raparigas gordas"
"é preferível uma manha com algum embaraço que uma noite de solidão"

Opinião sobre o livro- È um livro excelente, não apenas devido a sua historia que nos entretêm bastante, mas também devido á escrita do autor. Gostei bastante da maneira como o autor adjectiva algumas situações. Tal como a revista Rolling Stone diz, « O livro ideal para escapar ao quotidiano cinzento e mergulhar nas crises existentes dos outros»

Filipe Daniel
Letra
Letra

Número de Mensagens : 8
Idade : 24
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 14/11/2010
Pontos : 2276

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Deus Não Gosta de Nós

Mensagem por Filipe Azevedo em Dom 16 Jan 2011 - 7:54

É realmente desconcertante encontrar um livro cujo autor não existe. Ou melhor, o autor já é por si uma criação fictícia. Claro que se quem escreveu o livro é uma personagem criada por uma autor, então esse livro é ele próprio criação do autor que criou o autor fictício do livro. Neste caso, como se trata de um autor que é personagem de uma série televisiva, só pode ser criação dos argumentistas dessa série.

Como não conhecia o livro, nem este jogo de espelhos de jogar às escondidas, pesquisei um pouco e verifiquei que a Internet está repleta de informação sobre o assunto, embora, curiosamente, apenas repitam a ficção como se ela fosse real. No entanto acabei por encontrar no nosso jornal i (Qualquer um pode escrever um livro. Até uma personagem de televisão.) um artigo finalmente lúcido sobre o assunto.

Quanto à apresentação do livro, é claro que ela teria de ser omissa nos dados biográficos, a menos que se considerasse os da personagem fictícia (o que já vi feito em algumas páginas). Ainda assim, Filipe, terás de melhorar o cuidado com a escrita. Exemplos: logo na "escolha do livro" tens faltas de acento nas palavras e uma repetição redundante de "devido a"; na contextualização uma falta de concordância ("não existe dados" / "não existem dados"); na opinião pessoal, também vários usos incorrectos da acentuação...
O conteúdo pode ser melhorado, evidenciando mais os aspectos curiosos, neste caso também a comparação com a personagem da série e aproveitar as citações escolhidas para fazer observações ou reflexões mais personalizadas.
Quanto à forma, ao aspecto da apresentação, também pode haver diversas melhorias, na arrumação, no destaque, na imagem...

Mas é um trabalho interessante e meritório a que é justo atribuir 15 valores.

_________________
www.vertentes.pt.vu

Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens : 1229
Idade : 55
Localização : Portugal
Data de inscrição : 09/09/2006
Pontos : 15588

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum