Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

"A Lua de Joana" de Maria Teresa Maia Gonzalez

Ir em baixo

"A Lua de Joana" de Maria Teresa Maia Gonzalez

Mensagem por Joana Jorge em Dom 30 Jan 2011 - 14:58

Ficha de Leitura


Antes de ler o livro
1. Identificação do Livro

1.1. Título: A Lua de Joana
1.2. Autora: Maria Teresa Maia Gonzalez
1.3. Editora: Verbo
1.4. Data da Edição: Outubro de 1994, 20º reimpressão a Dezembro de 2007


2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro

Este livro, A Lua de Joana, é um livro bastante popular e muito conhecido. Quase toda a gente já ouviu falar deste livro, incluindo eu. Mas apesar disso nunca o tinha lido. Posso dizer que antes de ler o livro já tinha uma ideia da história que ele contava, mas resolvi lê-lo para ficar a saber a história completa.


Após a leitura do livro
3. Contextualização do Autor

3.1. Alguns dados biográficos

Maria Teresa Maia Gonzalez é uma escritora portuguesa.Maria Gonzalez nasceu em 1958, em Coimbra, estudou na faculdade de Letras da Universidade Clássica, em Lisboa, onde se licenciou em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Franceses e Ingleses, tendo sido professora de Língua Portuguesa de 1982 a 1997. Na sua carreira de autora conta já com inúmeros livros editados dos quais se destaca A Lua de Joana, sendo o seu maior sucesso editorial. Foi publicado em Lisboa, Outubro de 1994, conta já com cerca de 20 edições e 300 000 exemplares vendidos (editados em 6 línguas).

É também autora da colecção Profissão: Adolescente, da qual, com 26 títulos publicados, já foram vendidos mais de 300 000 exemplares. É ainda, com Maria do Rosário Pedreira, co-autora da Colecção O Clube das Chaves, de que se publicaram 21 volumes, a maioria dos quais com várias edições.

Recentemente também começou a escrever uma colecção de peças de teatro, chamada "Um Palco na Escola", que já vai em cinco títulos, para serem representadas nas escolas que já começam a ser levadas a cena em várias escolas do país. Os seus livros são um sucesso entre os mais jovens e já ganhou prémios de literatura.

3.2. Obras da Autora
A Lua de Joana
Recados da mãe
O guarda da praia
Quase Adolescente
Ser Invulgar
Bicho em perigo
Voa comigo
A História dos brincos de penas
Boas férias, Miguel!
Histórias do céu
O Incendiário Misterioso
A Fonte dos Segredos
Os pés que anunciam a paz
Gaspar & Mariana
Adivinhas com bichos
Pedro e o papa
Anti – Bonsai
Retratos Imperfeitos
Histórias com Jesus
A Contemplação da Coroa
O Pai no Tecto (teatro)

Colecção “Um Palco na Escola”
Colecção “Profissão: Adolescente”
Colecção “O Clube das Chaves”

4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário: Drama
4.2. Assunto: O livro “A Lua de Joana” conta a história de uma rapariga chamada Joana que perdeu a sua melhor amiga Marta. Marta morreu com uma overdose, pouco depois de ter entrado no mundo das drogas. Após a morte de Marta, Joana decide arranjar uma maneira de meter no papel o que lhe vai na alma, mas achava que se escrevesse um diário estaria a escrever para si própria, por isso, decide escrever cartas destinadas a Marta.
Nessas cartas Joana conta tudo o que lhe acontece no dia-a-dia.

Após a morte de Marta, Joana mostrava muita dificuldade em perceber como é que teria sido possível Marta ter acabado assim, tentava encontrar explicação para o que se tinha passado, mas Joana não era capaz de a perdoar Marta. Joana era uma rapariga com boas notas, era exemplar, na escola e em casa, mas contudo, sentia a falta dos pais, principalmente do pai, que passava muito pouco tempo com ela. Marta tinha um irmão, de quem Joana é amiga, o Diogo, e preocupa-se bastante com ele, tenta apoiá-lo, pois ele mostra-se muito revoltado com a morte da irmã, recusando-se a falar no assunto com Joana.
Passado um tempo, Joana volta a perder outra pessoa muito importante na sua vida, a avó Ju. Esta é mais uma das coisas que contriubuiu para a mudança de Joana. Joana deixa de se interessar pelos estudos, pelo basquete, o desporto que praticava, muda completamente o seu estilo e a maneira de ser. Joana começa a aproximar-se mais de Diogo, e de uma amiga dele e de Marta chamada Rita.
Mais tarde a relação de Joana e Diogo passa a ser mais do que uma amizade e quando ela descobre que Diogo e Rita também se drogam decide experimentar, apenas para saber como é. Mas quando deu por si, já estava viciada, já tinha vendido quase tudo o que tinha para arranjar drogas, já se tinha tornado naquilo que não queria.
Quando os seus pais descobriram, tentaram resolver a situação de Joana, levando-a a fazer tratamentos.

Curiosidade: O livro chama-se “Lua de Joana” porque no quarto de Joana existe um baloiço em forma de lua, onde Joana se senta para escrever as cartas ou apenas para pensar.


4.3. Citações favoritas:

“Para quem não gostava da palavra desistir, agora até a escrevi com a maior das facilidades! Tanta coisa está a mudar, Marta!”(página 93) Joana escreve isto quando conta que decidiu desistir do basquete.

“Vou parar de escrever. Dói-me a mão, dói-me o corpo, dói-me o pensamento. Dói-me a coragem que não tenho.” (página 143) Este é o momento em que Joana começa a vender coisas que tinham valor sentimental para ela, como prendas do pai ou da avó, para poder ter dinheiro para comprar droga. Joana sente-se sem coragem, não consegue voltar atrás.

“Fui ter com um amigo da Rita e mandei fazer uma tatuagem no pulso: um relógio... Agora tenho um relógio eternamente parado nas zero horas.” (página 144) Todos os anos o pai de Joana lhe oferecia um relógio, era sempre a mesma prenda, e Joana tinha uma gaveta cheia de relógios. Depois de os ter vendido a todos, Joana tatua um relógio no pulso.

“Como não havia outro caminho, comecei a subir as escadas e, quando cheguei quase ao cimo, vi que estava alguém à minha espera. Era uma espécie de anjo, com um manto escuro, mas não tinha cara, só um capuz, parecia o homem invisível” (página 156) Esta citação faz parte da última carta que a Joana escreve, em que conta um pesadelo que teve na noite anterior.


4.4. Opinião sobre o livro:

Eu gostei deste livro, não só pelo assunto que por ele é tratado mas por apresentar também uma escrita diferente, através de cartas informais. O modo como é escrito facilita a leitura, tornando o livro mais cativante e deixa o leitor mais interessado. É um livro muito interessante, porque presenciamos a mudança pela qual a Joana passa. Confesso que apesar de já conhecer o modo como a história ia acabar a personagem da Joana desiludiu-me imenso, ela era uma rapariga contra as drogas que nem era capaz de perdoar a sua melhor amiga por ter entrado nesse mundo e de um momento para outro acabou por se tornar naquilo que mais odiava.

O final do livro é deixado um bocado em aberto, porque na última carta que a Joana escreve parece estar tudo normal, ela parecia estar a recuperar, mas o livro termina com o pai de Joana a ler-lhe as cartas, dando a entender que algo aconteceu com Joana.


Referências Bibliográficas:

http://quarto-crescente.blogs.sapo.pt/448.html, página consultada no dia 28 de Janeiro de 2011.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_Teresa_Maia_Gonzalez, página consultada no dia 28 de Janeiro de 2011.

http://bibliotecacantinhodoconhecimento.blogspot.com/2010/04/maria-teresa-maia-gonzalez.html, página consultada no dia 28 de Janeiro de 2011.



Imagens :

http://3.bp.blogspot.com/_jrAq-A5A-B0/TNikCTcz70I/AAAAAAAAAJo/6wW_kfDKe5I/s1600/joana.jpg

Joana Jorge
Letra
Letra

Número de Mensagens : 5
Idade : 22
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 04/12/2010
Pontos : 2778

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "A Lua de Joana" de Maria Teresa Maia Gonzalez

Mensagem por Filipe Azevedo em Seg 7 Fev 2011 - 2:59

14 valores

_________________
www.vertentes.pt.vu
avatar
Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens : 1229
Idade : 57
Localização : Portugal
Data de inscrição : 09/09/2006
Pontos : 16125

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum