Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Recados da Mãe.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Recados da Mãe.

Mensagem por Cassandra Veiga em Qua 2 Fev 2011 - 8:21

Antes de ler o livro


1. Identificação do Livro

1.1. Título- Recados da mãe
1.2. Autora- Maria Teresa Maia Gonzalez
1.3. Editora- Verbo
1.4. Data da Edição-Setembro 2008




2. Escolha do livro

2.1- Este livro chamou à minha atenção devido ao título, à imagem da capa e o facto da autora ter sido a mesma autor do livro "A Lua de Joana".


Após a leitura do livro


3. Contextualização do Autor

3.1- Escritora portuguesa nascida em 1958, em Coimbra.
Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas, na variante de Estudos Franceses e Ingleses, na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.

O primeiro livro intitulava-se O Clube das Chaves Entra em Acção e foi com ele que ganharam um concurso literário organizado pela editora Verbo.
Maria Teresa Maia Gonzalez escreveu também alguns livros a solo, como A Lua de Joana, onde aborda o problema da toxicodependência entre os jovens. O livro fez um grande sucesso, ultrapassando as 15 edições em Portugal, e foi traduzido na Albânia, Alemanha, Bulgária e Espanha.











3.2. " Herdeiros da Lua de Joana"; "O Amigo do Computador"; "A Rapariga Voadora"; "O guarda da praia"; " A Ana passou-se"; "O ombro de Cláudia"; "Gaspar e Mariana"


4. Conteúdo do Livro

4.1. Drama.

4.2.

Leonor é uma criança de seis anos, muito querida e compreensiva, com muito carinho para dar e receber. É muito sensível.

Certo dia, Leonor e a sua irmã Clara estavam á porta do colégio á espera que a mãe as fosse buscar, mas já estava a demorar muito tempo, nunca passava de 15 minutos. Farta de esperar Clara, a irmã mais velha de Leonor, entrou no colégio para telefonar ao pai, mas entretanto quase uma hora depois o pai delas apareceu, e tinha uma cara tão estranha que nem parecia ele.

Clara percebeu que alguma coisa se passava, até que o pai lhe deu entender de que a mãe estava no Hospital, e é óbvio que a pequenina Leonor começou a choramingar dentro do carro. Mas a verdade é que a mãe de Leonor tinha falecido devido ao facto de ter tido um acidente de carro, mas como os seus pais eram divorciados elas tornaram-se órfãs e tiveram que ir viver com o pai. Mas o apartamento era pequeno e só tinha dois quartos. E ainda por cima o pai tinha uma mulher que tinha dois filhos adolescentes e irritantes. Após o funeral receberam uma visita inesperada, a Avó materna. Nunca a tinham visto e parece que a mãe de Clara e Leonor e a Avó estavam chateadas. Como a mãe estava chateada com a Avó, Clara não gostava da Avó por isso. Mas o que não sabiam era que iriam passar umas semanas a Coimbra, era onde a Avó morava. Clara não ficou muito contente, mas Leonor simpatizou logo com o novo membro da Família. No inicio a relação entre Clara e a Avó era muito complicada, Clara até chegou a pensar que o pai não gostava delas. Mas houve um dia que Clara chamou bruxa, velha e feia à Tia Amélia, que era irmã da Avó Matilde e obviamente a Avó ficou chateada e deu uma chapada a Clara. E esta agarrou em Leonor que chamava muitas vezes “Nonô” e foi a correr para o quarto e até tentou fugir para Lisboa para ser ver livre das “velhas”, era a expressão que utilizava. Mas o pior estava para vir, a Avó Matilde tinha falado com o pai das meninas e decidiram que Leonor e Clara iriam viver com a Avó, porque seria melhor. Clara ficou tão triste que teve que inventar que sonhava com a mãe todos os dias para poder alegrar a sua pequena Nonô (Leonor). As duas irmãs adoravam brincar no jardim da Quinta da Avó Matilde.

Uns dias antes da escola começar elas foram com a Avó comprar os materiais da escola e a farda e pediram à Avó para cortar o cabelo como o habitual. Pouco tempo depois de estarem no colégio, só podiam ir a casa nos fins-de-semana. As manas partilhavam o mesmo quarto. Mas como era um colégio de freiras, Leonor reparou que Clara ficou mais interessada em Livros religiosos, etc. Uns anos mais tarde, Leonor com 17 e Clara com 21 anos, Clara anunciou que iria tornar-se missionária, em África. A Leonor e Avó ficaram em choque, mas teriam de aceitar a decisão desta. Depois de muitos anos em África, Clara iria regressar a casa durante uns dias, após 20 anos.

A casa onde viviam com a Avó estava agora diferente por fora, estava cor-de-rosa e mais moderna por dentro, era a casa de sonho de Leonor e Clara.
4.3. " Fala mais baixo, Nonô, que as velhas podem ouvir-nos"
" Não me interessa o que ela quer, ela não manda em nós"
" Então Clara hoje sonhas-te com a mãe? Sim, Nonô! A mãe disse que tens que fazer tudo o que eu pedir"


4.4. Adorei o livro, a cada página que passava ansiava por saber mais sobre a vida de Clara e Leonor e de como tudo iria acabar. É uma história muito comovente que deixaria qualquer ser humano à beira de chorar por estas duas irmãs tão pequenas e sensíveis sofrerem tantas alterações na vida.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


http://www.infopedia.pt/$maria-teresa-maia-gonzalez

http://quarto-crescente.blogs.sapo.pt/448.html






Cassandra Veiga
Frase simples
Frase simples

Número de Mensagens : 20
Idade : 21
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 26/01/2011
Pontos : 2331

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recados da Mãe.

Mensagem por Filipe Azevedo em Seg 21 Mar 2011 - 8:43

15 valores

_________________
www.vertentes.pt.vu

Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens : 1229
Idade : 55
Localização : Portugal
Data de inscrição : 09/09/2006
Pontos : 15588

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum