Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

A Escrava Isaura (3°B)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Escrava Isaura (3°B)

Mensagem por Rick em Seg 12 Set 2011 - 19:20

Ficha de leitura


Antes de ler o livro
Tinhamos ja um breve conhecimento da história atravéz da novela que foi baseada no livro, e queriamos ler para descobrir o que houve de diferente entre ambos.


1. Identificação do Livro

1.1. Título: A Escrava Isaura

1.2. Autor(a): Bernardo Guimarães
1.3. Editora: Avenida Grafica e Editora
1.4. Data da Edição: não consta nessa edição


2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro
Escolhemos esse livro, pois é um livro muito falado e conhecido, em que foi criado até mesmo uma novela com o mesmo nome do livro, alem de ser muito bom para adquirirmos e passarmos a informação do livro, porque é um classico, que na maioria das veses cai nos vestibulares.

Após a leitura do livro


3. Contextualização do Autor

3.1. Alguns dados biográficos

Bernardo Joaquim da Silva Guimarães nasceu em Ouro Preto a 15 de agosto de 1825 e morreu em 10 de março de 1884 na mesma localidade. Apesar de ser mais conhecido pelos seus romances, de cunho essencialmente regional, foi também jornalista, contista e poeta.
Formado em Direito, chegou a exercer as funções de Juiz numa cidade de Goiás. Porém, pouco tempo se manteve nesse cargo, pois deliberou, certa vez, absolver e dar liberdade a todos os presos da cidade. Dedicou-se depois ao magistério, lecionando em Ouro Preto.

Bernardo Guimarães é o patrono da Cadeira N.º 5 da Academia Brasileira de Letras.



3.2. Outras Obras do(a) Autor(a)
A primeira obra que escreveu, Cantos da Solidão (1852), é considerada por alguns críticos a sua obra-prima, em poesia. Depois disso, publicou: Poesias (1865); O Ermitão do Muquem, romance (1871); Lendas e Romances, novelas (idem); O Garimpeiro e O Seminarista, romances (1872); O indio Afonso, romance (1873); A Escrava Isaura, romance (1875); Novas Poesias (1876); Maurício, romance (1877); A Ilha Maldita O Pão de Ouro, romances (1879); Rosa ura, a Enleitada, romance (1883) e Folhas de Outono, poesias (idem). Escreveu ainda um opúsculo de poesias licenciosas, intitulado O Elixir do Pajé, que foi impresso sub-repticiamente, dada a índole do seu conteúdo e do qual se conhecem muito poucos exemplares. Um deles, considerado "raríssimo", figura na "Coleção Adir Guimarães" da Biblioteca Central da Universidade do Brasil.


4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário: Romance Brasileiro
4.2. Assunto

Tudo começa em uma fazenda que fica no Estado do Rio de Janeiro,na cidade de campos,onde vivia Isaura,uma belíssima escrava que gostava de cantar e tocar piano que foi criada como filha pela mãe de eu patrão,que conseguiu dar a liberdade para Isaura uma linda mulher.Quando "Leôncio" era filho único e magnífico comendador Almeida,proprietário da bela fazenda.Depois de se casar com Malvina,Leôncio ganhou de seu pai a administração da fazenda.Henrique é irmão da noiva e cunhado de Leôncio.Era ele um elegante e bonito rapaz.Em uma festa na fazenda Henrique tenta conquistar Isaura,mais ela não aceitou.Leôncio então estava escutando a conversa atrás da porta de braços cruzados,e bastante bravo,Leôncio dá uma porrada em seu cunhado Henrique que se levando rapidamente e se retira da festa comentando que não iria disputar com Leôncio o amor de uma escrava.

Depois de uma cena indecente e vergonhosa Isaura deixa o salão, e resolve sumir-se no mais escondido recanto da casa,quando Leôncio vai a procura de Isaura ele encontra em um dos seus quartos da fazenda,e lá ele tenta beijá-la, quando sua mulher e seu cunhado observa aquela cena,no mesmo instante ela sai correndo e se tranca em seu quarto.

Leôncio chama Malvina para uma conversa chegando lá Malvina faz um acordo que Isaura deveria ser libertada ou ela iria embora daquela casa.

Quando chega um senhor com o nome de Miguel, que era o antigo feitor da fazenda que é pai de Isaura que foi à procurar da compra da menina,"Isaura",com o dinheiro contado,mais Leôncio vendo que Miguel estava com dinheiro certo ele aumenta o valor ainda mais alto.Miguel vai até a fazenda onde trabalha e pede dinheiro emprestado à seu patrão, e retorna na fazenda com o dinheiro certo,mesmo assim Leôncio não aceita todo esse dinheiro pela Isaura e com toda essa situação Malvina e Henrique vão-se embora para a casa de seu pai.

Leôncio começa a perseguir Isaura, sua paixão pela sinhazinha era intensa e doentia e Miguel se sacrificava nas colheitas para conseguir dinheiro para ter a liberdade de sua filha mais de nada adiantava, toda vez que Miguel conseguia a quantia necessária Leôncio não a libertava e aumentava a quantia.

Malvina percebeu que Leôncio era louco por Isaura,e sabendo que isso não mudaria,largou ele e foi embora para o Rio de Janeiro com o seu irmão Henrique.

Leôncio queria o amor de Isaura, mas ela não aceitava um amor doentio de um carrasco.Leôncio então,como proprietário da escrava queria ela a força,ainda disse que ia ter o amor dela por bem ou por mal.O pai de Isaura foi vê-la e ela diz a ele que iria se matar se Leôncio tentasse encostar nela,e seu pai então falou que já previa isso e que o dinheiro que ele havia juntado não era o bastante para libertá-la,mas dava para fugir e foi isso que fizeram.

Foram para o Recife, lá Isaura inventou um nome falso "Elvira" para não ser descoberta pelas autoridades.No Recife ela encontrou um moço chamado Álvaro e por ele sentiu um grande afeto,pois ele era exatamente o contrário de Leôncio.Álvaro era rico,bonito,educado e em fim um bom rapaz.

Ele também gostou da escrava,mas não tinha idéia de quem aquela moça era na realidade, simplesmente se apaixonou.

Depois que Miguel viu sua filha tão desesperada ele teve a idéia de sair do seu trabalho por conta de mil azares e perigos. E ele começou a se lembrar do horror que a mãe de Isaura havia passado por conta de Leôncio, que era igual ao seu pai tão desalmado e que era capaz de coisas ainda piores.Depois que Miguel viu que não conseguiria libertar sua filha Isaura,ele começou a entender que ele podia pega-la de qualquer jeito.Por conta de sua filha ser tão idolatrada e pura e estava quase sendo esmagada e poluída,nisso ele decidiu fazer uma denúncia para as autoridades e falar que ela estava sendo vítima de violências feitas por Leôncio.Mais lhe disseram somente para ele que era tempo perdido e que como um pobre poderia ter razão com um rico.

Depois disso ele lembrou que no período que trabalhou na fazenda havia umas pessoas que trabalhavam que tinham respeito por ele e eles poderiam ajudá-lo. Nessa mesma madrugada ele foi até lá e pegou sua filha. Ele pensou logo e sair de lá para proteger a sua filha.E já que ele havia um amigo português que trabalhava em um navio negreiro ele logo pediu ajuda,nisso ele foi com sua filha para Recife e seu amigo disse a Miguel que depois de 3 ou 4 meses voltaria para levar para qualquer lugar.Mesmo assim Isaura se sentia desprotegida dos perigos.Mas isso logo mudou porque ela conheceu Álvaro que no mesmo instante Isaura se apaixonou por ele, foi 1º Amor de Isaura.Mas por conta de tudo que estava acontecendo ela começou a ficar angustiada.

Isaura se apaixonou por Álvaro por conta dele ser um moço simpático e amável. Mas pra ela pesava muito ter que mentir para as pessoas sobre a sua condição porque ela tinha uma alma sincera ela começou a se envergonhar porque as pessoas a tratava com respeito mais ela só enganava as pessoas. Mais ela percebeu que tinha sorte porque ninguém descobriu o seu disfarce.Isaura pensou com ela mesma que a escrava poderia ser estimulada ao mesmo que procedesse com liseira e lealdade.Depois disso ela falou ela a mesma que iria revelar tudo.Depois Isaura começou a falar que era condenada e que arrancavam da masmorra para subir em um palco para fazer papel de rainha poderosa e feliz.Mais depois que ela descesse seria colocada de novo na masmorra para nunca mais sair.E para ela seria sempre tempo para quebrar a frágil cadeia de ouro.

Depois de um tempo Álvaro induziu Isaura e Miguel a aceitarem um convite para ir a um baile. Desde então Isaura percebeu que seria uma deslealdade continuar iludindo seu amante a respeito da condição, já que não havia mais tempo para prolongar sua situação.E pra ela era abusar do nobre e generoso Álvaro.Era pagar com ingratidão e deslealdade cada serviço prestado com tanta delicadeza.Mas a verdade,é que Miguel se sentiu forçado pelo convite feito por Álvaro.Depois disso Isaura começou a xingar si própria porque não tinha coragem de cumprir um dever, mais que Álvaro escutaria tudo pela boca de seu pai Miguel o que ela não tinha coragem de falar.

De repente quando estava entrando na casa, Isaura lhe falou que não iria ao baile porque não estava a fim de ir. Mas seu pai lhe perguntou por que não queria e porque não disse antes, agora era tarde demais porque haviam dado sua palavra que iriam ao baile.Mas Isaura disse que para tudo havia remédio e para esse caso também haveria e para esse caso seria muito simples.Era só falar toda a verdade a Álvaro quem ela era.

Mais no mesmo momento Isaura começou a ficar pálido e alterada nisso seu pai a perguntou se sofria alguma coisa. Ela disse que não e precisava que seu pai fosse falar toda a verdade a Álvaro.Mais seu pai logo disse que nunca iria falar senão ela acabaria na cadeia e seria atormentada nas garras daquele homem e que enquanto girasse sangue em suas veias ele dizia a seu pai que como ela poderia ir ao baile como se fosse uma mulher livre e quando descobrissem que dançaram com uma escrava fugida.Nervoso seu pai falou a ela que não precisava falar tão alto e nunca descobririam a verdade.Para acalmá-la seu pai falou que se no dia seguinte se possível iriam sair daquelas terras e poderiam ir para os E.U.A por exemplo, e que lá ninguém iria perseguir eles.Mais isso deixou Isaura ainda mais oprimida,mais seu pai lhe disse que pelo menos estaria longe das garras de Leôncio.Mas Isaura só pensava em Álvaro que era tão nobre e generoso e que se contasse a ele sobre a perseguição ele pudesse lhe proteger sobre as perseguições.Depois Miguel falou a Isaura que poderia ir ao baile mesmo sendo um sacrifício cruel e que logo estariam longe dali,depois de um tempo Isaura percebeu que seu pai tinha razão.E seu pai a disse que tinha que dar o primeiro passo senão quisesse ver a sua morte e de seu pai.E se não fosse ao baile e desaparecesse de repente iriam perceber.Depois disso Isaura fica pensando em tudo que seu pai havia falado e isso poderia ser bom porque ela poderia ver Álvaro pelo menos mais uma vez,mais no momento em que se lembrava que no dia seguinte poderia sair daquelas terras e deixar Álvaro já ficava sem esperança.Mas o que fazia Isaura esquecer que era uma escrava era a paixão verdadeira que Álvaro sentia por ela.Foi o grande amor de Álvaro que há deixou convencido de que era digna daquele amor e por isso decidiu ir ao baile mais que estaria pressentindo que alguma coisa ruim estaria para acontecer,só não sabia o que seria,mais seu pai achava ao contrário que alguma coisa poderia acontecer alguma coisa para sua salvação.

No dia do baile Isaura não estava tão animada. Miguel ficou pensando que ela no meio de tantas damas nobres,que não houvesse uma sem a menor sombra de inveja de Isaura,mais também ciúmes.Isaura dançava com Álvaro perto das mesas com garrafas de cerveja e champanha.Onde ficava uma longa porta aberta era um salão onde se dançava,mais lá havia também uma meia dúzia de homens,um deles Bryon que era uma pessoa excêntrica,e como todos falavam que ele não trocaria uma fumaça de charuto ou champanha por um sorriso de qualquer donzela,e entre esses homens havia também um homem que se chamava Martinho que era sócio capitalista e louco por dinheiro.Martinho começa a conversa com um rapaz que estava sentado.E começa a falar que havia um anúncio falando de uma escrava fugida e que esse anúncio tinha vindo da cidade do Rio de Janeiro e que esse escravo estaria ali no baile por isso ele começou a procurar.Mais todos aqueles homens acharam que estava maluco,mas de repente de começa a falar que tinha achado a escrava perdida,mas seus amigos não acreditavam,mais ele dizia que iria provar que era verdade o que Martinho começa a ler o anúncio em voz alta para todos ouvirem:"

E como Martinho era muito ganancioso logo pensou em falar onde estaria os dois.E logo falaram que se não admirava Martinho lá,porque lá poderia encontrar a criatura tão perfeita e que estaria procurando.Martinho logo chamou todos para ir até a porta e pede para que olhem para o par de Álvaro e perguntou-lhe se os sinais ditos não se encaixava perfeitamente com as de Isaura. Depois disso um moço fala a mesma coisa que Martinho e fica impressionado como uma escrava poderia ser tão linda. Nisso Martinho guarda o anúncio e um dos moços que estava lá ficou pensando como que Martinho poderia ser capaz de prender uma moça em pleno baile.

E como Martinho logo pensou com ele como a figura de um anjo poderia ser uma escrava fugida. Depois disso Álvaro levou Isaura para a sala dos fundos que estava mais vazia. Álvaro ficou julgando si próprio por ter adquirido o conhecimento do coração de Isaura, e que durante 2 meses que havia estudado nunca havia descobrido mais nada do que o seu encantamento.E começou a pensar que de todas as mulheres que havia conhecido a mais digna do amor dele era Elvira que era pura e sincera daquele afeto.

Naquela noite Álvaro achou-se em um lugar onde não pudesse ser ouvido senão por Elvira, e começou a falar que no baile ela era uma deusa e que o coração dele a pertencia, e que ele muito respeitado naquela cidade. Mais Elvira começa a passar mal por conta de ter dançado muito. Mas como estava no final Elvira decidiu ficar. Passado uns instantes Isaura começa a conversa com Álvaro quando de repente Isaura grita falando que acabava de ver seu pai.

Depois que viu seu pai começa a dizer que estava passando e que senão fosse muito se Álvaro poderia levá-la até seu pai. Mas ficou muito preocupado com ela porque ela estava pálida e lhe perguntou se queria que chamasse um médico,mas ela disse que não precisava e que só precisava ir embora.Mas antes de ir embora Álvaro que seria saber se ela amava ele ou não ela falou que sim,mais seria impossível terem alguma coisa,mas ele queria saber o motivo.Mais foi interrompida com a chegada de Martinho que lhe cumprimentou, mas Álvaro ficou indignado com isso.Até que Martinho perguntou se poderia conversar com ele sobre a moça que estava com ele.Mas Álvaro disse que ela era melhor que os dois.Nisso Martinho perguntou a ela se ela e Álvaro tinham alguma coisa,mas ela logo disse que não e que nem o conhecia.Mas como ela começou a tremer Álvaro disse que não precisava focar assim porque ele estava ao seu lado.Martinho insistiu e disse que o que pra falar sobre aquela mulher era sério.Nisso Martinho lhe fala que a mulher que Álvaro estava de braços dados era uma escrava fugida.Mas Álvaro não acreditou,que aquilo não bastava de uma mentira,e começou a falar poucas e boas para Martinho,que alguém havia lhe pagado para falar aquilo mais que não adiantou nada.Mas Martinho voltou a repetir e ainda mais rápido para que todos ouvissem e que deveria levá-la até o seu senhor.Mas na hora em que Isaura viu seu pai saiu correndo ao seu encontro.Álvaro nervoso pegou Martinho pelos braços para colocar para fora.Mas ele pede para que veja o anúncio antes que o condena-se.Mas assim como aparecer várias pessoas.

Depois disso Álvaro coloca Martinho para longe de Isaura e Álvaro ainda disse mesmo Isaura sendo ou não escrava nunca deitaria com ele. Isaura com vergonha ergueu a cabeça,até que ela fala para todos que é uma escrava fugida e pede perdão para todos pelo que tinha feito.Como estava passando Álvaro e Miguel lhe ajudaram até recuperar os sentidos.Mas Martinho como estava com medo de que levarem Isaura ficou espiando de perto.E todas aquela damas que haviam ficado com ciúmes de Isaura começaram a falar como que Álvaro pode ficar,e como ele era capaz de qualquer cousa,não duvidava ele se casar com ela,mais até que seria bom que poderia ter em sua casa uma esposa e uma cozinheira ao mesmo tempo.E todos já ficavam comentando o que estava acontecendo.Mais muitos duvidavam.E como uma fazendeiro trancava um moça linda.E começaram a comentar sobre o que Martinho tinha feito e que seriam capaz de estrangulá-lo.

Passado um mês Isaura e Miguel continuaram na mesma chácara mais tudo graças a Álvaro ia quase todos os dias até a casa dos dois e ficava horas conversando como conseguiu a liberdade de Isaura. Nesse mesmo dia Álvaro estava conversando com seu amigo o Dr. Geraldo sobre o que tinha acontecido no dia do baile e que ele comentou que Isaura havia lhe falado que Leôncio tinha declarado que quando a mãe de Isaura morresse ela era uma mulher livre e havia testemunhas disso,e que ele pretendia conseguir a libertadade de Isaura só não sabia onde encontraria provas mas faria de tudo para conseguir encontrá-las. E nisso Geraldo percebeu que pelo jeito que Álvaro falava de Isaura ele gostava mesmo dela, e como ele mesmo dizia que sempre iria amar Isaura. E por isso iria ajuda - lá .Nisso Geraldo disse que Álvaro era rico,mais ele não poderia satisfazer os sonhos de sua imaginação romântica e que ele poderia desistir.

Mas depois disso, a primeira coisa que Martinho fez foi mandar uma carta para Leôncio falando que havia encontrado a escrava fugida e que estava com Álvaro um milionário e que ele tinha uma paixão enorme por Isaura e como havia encontrado Isaura.

Nisso Leôncio com a descoberta de ter achado Isaura, mas com ciúmes por conta de Álvaro, mais na mesma hora responde a carta de Martinho e que mandou também uma autorização para pegar Isaura. Martinho logo quando pegou a carta foi falar com um policial e lhe pedir para que fosse junto com ele para buscar Isaura.Mas ao chegar falando que levaria Isaura Martinho e Álvaro começaram a discutir.

Mas como Martinho trazia com ele uma carta de Leôncio, ele apresentou essa carta para Álvaro mais ele nem ligou. Depois de muita discussão Dr. Geraldo falou a Álvaro que o melhor seria entregar Isaura a ele. Mas ele disse que nunca a entregaria. Depois disso Álvaro começou a pensar e logo teve uma idéia disse a Martinho que daria dez contos de réis se ele deixasse Isaura e pagaria na hora e como Martinho era muito ganancioso ele aceitou na hora. Mais ficou pensando depois no que iria dizer a Leôncio sobre Isaura. E pensou em falar que não era Isaura a moça que ele havia falado e depois que os dois conversaram Martinho foi embora e falou que iria mandar uma carta falando que tinha se enganado.

Álvaro, na casa de V.Sº estava conversando com Isaura, ela a amava então estava disposto a pagar o preço que fosse para libertá-la.

Os dois na sala conversando, ele dizia que a amava e que ela não era uma escrava, que ela não cresceu para aquilo, e Isaura dizia para ele não se preocupar com ele porque era impossível ele mudar o destino dela.

De repente ouvi-se um barulho de um carro parar à frente da porta e então um homem da um grito: Ó de casa! Era Leôncio procurando por Isaura. Álvaro mandou Isaura se esconder pela casa e foi conversar com Leôncio. Os dois na sala, Leôncio disse que estava procurando uma escrava fugitiva chamada Isaura e Álvaro congelou-se sem saber o que fazer. Leôncio sabia que Isaura se encontrava ali, pois recebeu uma carta de que a denunciava.

Leôncio queria que Isaura, mas ele e Álvaro começaram a discutir, e nessa discussão Leôncio ofendia muito Álvaro. Até que Leôncio disse:eu só quero a escrava e mais nada.Álvaro o segurou pela gola da camisa e Leôncio com medo gritou socorro.Com o barulho apareceram dois guardas que vieram com Leôncio e Isaura assustada também apareceu.Assim Leôncio como proprietário de Isaura,levou-a em que Álvaro pudesse fazer alguma coisa.

Leôncio prendeu Isaura. Ele já não gostava mais dela,só queria se vingar dela.Leôncio foi a casa de Malvina pedir para que ela voltasse para ele e ela aceitou.Ele inventou um monte sobre Isaura,disse até que Isaura que corria atrás dele.Leôncio queria casar Isaura com Belchior(seu jardineiro)e dar a Isaura sua carta de liberdade,então ele foi convencer Miguel a ajudá-lo a convencê-la a casar-se com Belchior.

O pai de Isaura aceitou mas disse a Leôncio que seria muito difícil Isaura aceitar.E Leôncio deixou claro,se ela não aceitasse,ele a manteria na cozinha para sempre. Leôncio fez tudo isso para se vingar não só da Isaura forçando-a casar com um monstrengo, como também se vingaria a Álvaro deixando ele sem Isaura.

Dai o pai de Isaura foi até a casa de Leôncio que o deixou falar com Isaura. Miguel contou o acordo e Isaura indignada começa a chorar dizendo que preferia morrer. Então Isaura pergunta para seu pai de Álvaro que havia prometido livrá-la dessa vida de escrava.E seu pai disse que de havia se casado.Ela não acreditou em nada,dai seu pai lhe deu uma carta que Leôncio fez usando o nome de Álvaro dizendo que ele estava casado e muito feliz.Isaura ficou muito triste ainda e acabou aceitando as condições que lhe ofereceram,pois não tinha outro jeito.

A levaram para a sala para lhe apresentar Belchior. Malvina disse a ele que ela era sua noiva e que ela queria ser a madrinha de casamento deles. O casamento foi marcado para o dia seguinte e seria realizado na casa do próprio Leôncio.Isaura ganhou um cola de ouro de Malvina como presente de casamento,mas nada lhe agradava naquela hora.

Leôncio organizou tudo para o dia seguinte,o padre já estava avisado,o escrivão para dar a liberdade a Isaura também e a capela arrumada.Chega na casa de Leôncio um rapaz amigo dele,os dois começam a conversar e o assunto era algum esquema que não deixaria a escrava livre.No outro dia estava ele e seu amigo na sala,e bateram na porta.Era Álvaro e um outro escrivão.Enquanto isso Miguel,Isaura,Malvina e Belchior entraram por outro lado dentro da casa,Leôncio disse que era tarde para Álvaro e disse que Isaura lhe pertencia.

Álvaro então diz que ela não a pertencia mais e Leôncio bravo diz quem se atreve falar do direito que ele tinha de Isaura? E Álvaro disse que era por causa dos credores dele. Leôncio não mandava mais em nada, havia perdido tudo, por dívida e o escrivão apresentou a Leôncio o mandado de sequestro e execução de seus bens. Leôncio ficou alterado, sem saber o que fazer.

Enfim Leôncio estava falido, isso porque Álvaro viajou para o Rio de Janeiro sem nenhum plano formado para libertar Isaura desembarcar na corte com o fim de dirigisse brevemente para Campos.Antes porém de partir para o destino procurou colher entre as pessoas de Leôncio.

O primeiro negociante à quem Álvaro se dirigiu lhe deu a informação.Leôncio estava falido. Álvaro procurou os credores de Leôncio e pode comprá-los por metade do preço. Leôncio desprovido de tudo,teve,duas opções,ou pedir esmolas ou ficar na fazenda por piedade de Álvaro.

Álvaro deu a carta de alforria para Isaura, ela não era mais uma escrava.Os dois ficaram juntos,Leôncio indignado e sem o que fazer saiu correndo da sala, Malvina foi correndo atrás dele,quando todos presentes na sala ouviram um tiro.Leôncio se suicidou com um tiro na cabeça.



4.4. Opinião sobre o livro
Um livro bom, embora tenha ja uma novela que passou a alguns anos, que retrata bem essa hitória.

O livro trata de uma característica muito marcante do período que é retratar os assuntos polemicos para a sociedade da época, que no caso é a escravidão.



Componentes:

LUDMILA 14 3ºB

EDSON 06

FELIPE 07

WESLEY 25

Rick
Rabisco
Rabisco

Número de Mensagens : 3
Idade : 22
Localização : Mogi das Cruzes
Data de inscrição : 24/04/2011
Pontos : 2086

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Escrava Isaura (3°B)

Mensagem por alexandre(hiro) em Dom 18 Set 2011 - 16:00

Parabéns pela apresentação.
Nota 16 (8.0)

alexandre(hiro)
"Best Seller"


Número de Mensagens : 496
Idade : 25
Localização : Brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 5208

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum