Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Depois do Último Trem de Josué Guimarães

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Leitor Depois do Último Trem de Josué Guimarães

Mensagem por Bruno Henrique oliveira em Seg 16 Abr 2012 - 13:55

1-Identificação do livro:
- Titulo: Depois do ultimo trem
- Autor: Josué Guimarães
- Editora: L&PM
- Datada da Edição: 9°edição 2002

2-Escolha do livro
- Motivos que levaram à escolha do livro: Eu escolhi esse livro por que achei muito interessante o titulo. Por que depois que passa o ultimo trem o que as pessoas fazem?
Então fiquei curioso para saber.

3-Contextualização do autor
- Alguns dados biográficos: Josué Marques Guimarães nasceu em São Jerônimo, no Rio Grande do Sul, em 7 de janeiro de 1921. Após a Revolução de 30 sua família foi para Porto Alegre, onde Josué Guimarães prosseguiu os estudos primários, completando o curso secundário no Ginásio Cru¬zeiro do Sul, mesma escola onde estudou o escritor Erico Verissimo. Ali funda o Grêmio Literário Humberto de Campos, participando ativamente na redação de artigos para o jornal da escola e, igualmente, na produção de textos teatrais que, a cada final de ano, passam a ser encenados na escola. Forma-se em 1938, no curso secundário (hoje ensino médio), prestando em seguida exames para a Faculdade de Medicina. Contudo, após as primeiras aulas de anatomia, sente-se "desestimulado" para dar continuidade àquela vocação. Em 1939 foi para o Rio de Janeiro onde, no Correio da Manhã, iniciou-se na profissão de jornalista, que exerceria até o final da sua vida. Com a entrada do Brasil na Segunda Guerra, voltou para o Rio Grande, onde concluiu o curso de oficial da reserva, sendo designado para servir como aspirante no 7° R.C.I. em Santana do Livramento. Em 1940, aos dezenove anos de idade, casou-se com Zilda Marques. Desse matrimônio, nasceram quatro filhos: Marília, Elaine, Jaime e Sônia. Por ser casado, foi recusado como voluntário na FEB (Força Expedicionária Brasileira). Trabalhou em inúmeras funções, de repórter a diretor de jornal, passando por secretário de redação, colunista, comentarista, cronista, edi¬to¬rialista, ilustrador, diagramador e repórter político. Em 1948, deixou oDiário de Notícias para exercer a função de repórter exclusivo e correspondente da revista O Cruzeiro no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina. Em 1949, colabora na revista Quixote nº 4, com a crônica "Sangue e Pó de Arroz". Essa publicação de Porto Alegre divulgou, por um longo período, nomes da literatura rio-grandense, renovando o cenário regional. Sempre atento aos fatos políticos, sociais e econômicos, nacionais ou internacionais, Josué criou um jornal, às próprias custas, cujo objetivo, segundo o escritor, não era ser um jornal de humor, mas igualmente não se tratava de um jornal sério, o periódico se chamava D. Xicote. Como homem público foi chefe de gabinete de João Goulart na Secretaria de Justiça do Rio Grande, governo Ernesto Dornelles; foi vereador em Porto Alegre pela bancada do PTB, sendo eleito vice-presidente da Câmara. De 1961 até 1964 foi diretor da Agência Nacional, hoje Empresa Brasileira de Notícias, a convite do então presidente João Goulart. A partir de 1964, perseguido pelo regime autoritário, foi obrigado a escrever sob pseudônimo e a dar consultoria para empresas privadas nas áreas comercial e publicitária. Josué Guimarães lançou-se tardiamente – aos 49 anos – no ofício que o consagraria como um dos maiores escritores do país. Seu primeiro livro foi Os Ladrões, reunindo contos, entre os quais o conto que dá nome ao livro, premiado no então importante Concurso de Contos do Paraná (este concurso promovido pelo Governo do Paraná foi, nas décadas de 60 e 70, o mais importante concurso literário do país, consagrando e lançando autores como Rubem Fonseca, Dalton Trevisan, João Antônio, além de muitos outros).
Em 1969, foi descoberto pelos órgãos de segurança da ditadura militar, respondendo a inquérito em liberdade. Retorna à capital gaúcha. Nesse mesmo período foi premiado no II Concurso de Contos do Estado do Paraná pelo conjunto de três contos "João do Rosário", "Mãos sujas de terra" e "O princípio e o fim", que posteriormente integrariam o livro Os ladrões. A essa época sua mulher e companheira é Nydia Moojem, com quem viveu até sua morte. Com ela teve dois filhos, Rodrigo e Adriana.
- Outras obras do Autor: Os Ladrões – contos (Ed. Forum), 1970
A Ferro e Fogo I (Tempo de Solidão) – romance (L&PM), 1972
A Ferro e Fogo II (Tempo de Guerra) – romance (L&PM), 1973
Lisboa Urgente – crônicas (Civilização Brasileira), 1975
Tambores Silenciosos – romance (Ed. Globo – Prêmio Erico Verissimo de romance), 1976 – (L&PM), 1991
É Tarde Para Saber – romance (L&PM), 1977
Dona Anja – romance (L&PM), 1978
Enquanto a Noite Não Chega – romance (L&PM), 1978
O Cavalo Cego – contos (Ed. Globo), 1979, (L&PM), 1995
O Gato no Escuro – contos (L&PM), 1982
Camilo Mortágua – romance (L&PM), 1980
Um Corpo Estranho Entre Nós Dois – teatro (L&PM),1983
Amor de Perdição – romance (L&PM), 1986
Infantis (todos pela L&PM):
A Casa das Quatro Luas – 1979
Era uma Vez um Reino Encantado – 1980
Xerloque da Silva em “O Rapto da Dorotéia” – 1982
Xerloque da Silva em “Os Ladrões da Meia-Noite” – 1983
Meu Primeiro Dragão – 1983
A Última Bruxa – 1987

4-Conteúdo do Livro
- Gênero Literário: Novela
- Assunto (Breve Síntese): A história fala sobre os últimos dias de uma cidade que ficará submersa por uma represa.
A história é contada pelo personagem principal chamado Eduardo,que depois de 10 anos esta voltando para a pequena cidade de Abarama. Eduardo relata tudo o que já viveu em cada lugar por onde ele passou e conta da vida de outros personagens.
Eduardo morava com seu velho tio Lucas o qual ele sentia desprezo e ódio, sua mãe era muito bondosa e seu pai muito calado, sua família até que vivia bem tranquila na cidade que estava prestes a ficar inundada. Tio Lucas era um velho difamador, chefe do trem da única estação da cidade, por conviver com o “vai e vem” das pessoas achava que tinha o poder para falar o que bem entendesse da vida de todos.
A cidade de Arabama com o passar do tempo fica cada vez mais deserta. Seus moradores simplesmente deixavam suas casas abertas, sem dar uma explicação ou um adeus. Por causa dos boatos da represa. Todos se sentiam sem saída com medo a cada vez que chovia. Mas Eduardo tão pouco se preocupava.
Os dias se passavam, o pai de Eduardo sumiu, sua mãe entristeceu-se e acabou morrendo, restando apenas o velho Lucas e Eduardo, não apenas na casa em que viviam mas praticamente na cidade.
Os dois tiveram que pescar para se alimentar, pois era a única forma de não morrer de fome. E em uma dessas pescarias Eduardo que odiava o tio o deixou cair no rio e não fez absolutamente nada para salva – ló, deixando o velho se afogar. Pensou Eduardo “acidentes acontecem”. Voltou para casa, pois pretendia embarcar no ultimo trem. Chegando na estação Eduardo não conseguiu vencer o sono que estava e dormiu na estação esperando acordar com o ranger de ferros do trem. Se não acordasse, tio Lucas o chamaria.
Essa é uma história circular não se sabendo onde estão o fim e o inicio, se tudo não se passa de um sonho de Eduardo, ou de lembranças quase reais.

-Citações Favoritas:
- Desse bolo cabe uma fatia para cada um de nós, não adianta querer deixar na porta dos outros, Deus La em cima tudo vê e não perdoa.
-Eles terminam se entendendo, comem no mesmo prato, nós e que sofremos, temos as costas largas.
-Pois se agente fala, passa por falador.
-É incrível que uma pessoa se mantenha indiferente em meio das maiores dificuldades, pessoas que não procuram fazer nada de útil, incapazes de reagir.

-Opinião sobre o Livro:Recomento esse livro a todos, é muito legal, você entra dentro da história. Esse livro te deixa curioso para você saber o que vem depois, se a repressa realmente vai alagar a cidade ou não. Esse livro é muito bom!

Bruno Henrique oliveira
Frase simples
Frase simples

Número de Mensagens : 20
Idade : 22
Localização : Mogi Das Cruzes
Data de inscrição : 23/03/2012
Pontos : 1827

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitor Re: Depois do Último Trem de Josué Guimarães

Mensagem por Douglas Oliveira em Sex 20 Abr 2012 - 6:08

Bruno, Muito interessante a escolha do seu livro. É um livro bem legal. Não entendi direito mas, o eduardo deixou seu tio se afogar no rio ?

Douglas Oliveira
Frase simples
Frase simples

Número de Mensagens : 20
Idade : 21
Localização : Mogi das Cruzes - BR
Data de inscrição : 23/03/2012
Pontos : 1871

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitor Re: Depois do Último Trem de Josué Guimarães

Mensagem por Emily Thais em Sex 20 Abr 2012 - 6:14


Emily Thais
Letra
Letra

Número de Mensagens : 6
Idade : 22
Localização : Mogi das Cruzes - Brasil
Data de inscrição : 23/03/2012
Pontos : 1771

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitor Re: Depois do Último Trem de Josué Guimarães

Mensagem por Emily Thais em Sex 20 Abr 2012 - 6:16

é que a História é circular ,não se sabe o final!

o autor deixa para a imaginação do leitor o final da história!

Emily Thais
Letra
Letra

Número de Mensagens : 6
Idade : 22
Localização : Mogi das Cruzes - Brasil
Data de inscrição : 23/03/2012
Pontos : 1771

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitor Re: Depois do Último Trem de Josué Guimarães

Mensagem por Emily Thais em Sex 20 Abr 2012 - 6:23

Grupo:Emily Thais, Thaina Santos, Bruno Henrique,Luiz Felipe e Thaina Camille

nº:10, 24, 04, 17, 23

3ºB do E. M

Mogi das Cruzes São Paulo 20 de Abril de 2012

E.E Sentaro Takaoka

Emily Thais
Letra
Letra

Número de Mensagens : 6
Idade : 22
Localização : Mogi das Cruzes - Brasil
Data de inscrição : 23/03/2012
Pontos : 1771

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitor Re: Depois do Último Trem de Josué Guimarães

Mensagem por alexandre(hiro) em Qui 26 Abr 2012 - 23:09

Olá alunos da professora Nilse, da Escola "Dr. Sentaro Takaoka".
Aproveito o momento para dar as boas vindas e oferecer ajuda em qualquer dúvida referente ao Fórum. Estarei disponível para tirar dúvidas, aconselhar e para, a convite da professora, avaliar os trabalhos feitos por vocês.
Este ano, pretendo ajuda-los na preparação para o "pós-ensino médio", descrevendo as minhas experiências e ajudando-os com os meus conselhos.


Quanto ao trabalho, a nota é 15 (7.5)

alexandre(hiro)
"Best Seller"


Número de Mensagens : 496
Idade : 25
Localização : Brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 5202

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitor Re: Depois do Último Trem de Josué Guimarães

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 14:53


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum