Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

"O perfume"- Patrick Suskind

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

"O perfume"- Patrick Suskind

Mensagem por Diana Jesus em Sex 2 Fev 2007 - 22:20

1) Motivos levados a escolher este livro:

Escolhi este livro desta vez porque tem sem duvida um titulo muito curioso e que obviamente me despertou o interesse! to a gostar deste "assassino" Surprised ... brevemente falarei mais sobre este livro!

Diana Jesus
Letra
Letra

Número de Mensagens: 8
Data de inscrição: 04/10/2006
Pontos: 2920

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O perfume"- Patrick Suskind

Mensagem por Filipe Azevedo em Sab 3 Fev 2007 - 11:28

Esse parece ser um livro muito interessante. Também já o coloquei em lista de espera... tongue

Curiosamente a Carolina também já anunciou a leitura deste livro e o Vasco, aluno de outros tempos, também já deu a sua opinião sobre o livro. Diga-se que foi uma opinião muito disputada mas que abre o apetite para o ler. E ao que parece já aí vem o filme também...

Boa Leitura! study

_________________
www.vertentes.pt.vu

Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens: 1229
Idade: 53
Localização: Portugal
Data de inscrição: 09/09/2006
Pontos: 14795

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O perfume"- Patrick Suskind

Mensagem por Diana Jesus em Qua 21 Fev 2007 - 16:59

1) Identificação do Livro:
Nome do livro: "O Perfume – História de um assassino"
Autor: Patrick Süskind
Editora: Editorial Presença
Data de Edição: 32ºedição – Lisboa, Outubro, 2006; 1º edição – Lisboa, Dezembro, 1986

2) Contextualizações do autor:

[color=black]Patrick Suskind nasceu na Alemanha em 1949 e cedo iniciou a sua experiência de escritor.
[/color]
Patrick escreve essencialmente contos, embora tenha tido uma experiência interessantíssima como escritor de teatro aos 34 anos, conseguiu ter bastante fama pela sua peça de teatro (O Violoncelo) que, na altura, mereceu enorme atenção por parte da crítica e do publico, de tal modo que chegaram a considerar a sua peça como “o melhor trabalho literário da época”.


Das suas obras mais famosas é, sem duvida, (O perfume), obra que valeu o premio novela World Fantasy em 1987.

Através desta obra, ficou mundialmente reconhecida, a sua capacidade de analise do interior de um homem conduzindo à loucura pela sua própria genialidade.

Patrick Suskind é visto como um homem/escritor estranho, que evita qualquer contacto social, encontros literários, etc… por serem, normalmente situações que envolvem sessões fotográficas e contactos próximos.


3) Resumo:

O “Perfume” é uma história bizarra e invulgar. Esta acção decorre no século XVIII em Paris. O narrador conta-nos a vida de Jean-Baptiste Grenoille, nascido a 17 de Julho de 1937. Logo ao nascimento a mãe quis matá-lo abandonando-o numa bancada de peixe. Ele foi descoberto e ela presa é condenada à morte. Jean foi entregue a uma outra ama mas que acabavam por não o querer porque estranhamente a criança não tinha odor corporal. Contudo à medida que os anos passam o seu olfacto vai-se tornando extremamente apurado. Jean era capaz de descobrir algo, que uma pessoa tivesse escondido inclusivamente dinheiro. Esta sensibilidade olfáctica leva-o a reconhecer as pessoas pelo seu cheiro, e não pelo seu visual ou voz. Aos poucos tentou descobrir o “perfume” perfeito e acaba por se aperceber, após ter matado uma jovem para lhe roubar o aroma vital, que essa era a chave.

Numa certa noite Jean que trabalhava foi fazer uma entrega a Baldini o perfumista.

Aproveitou para lhe pedir emprego mas Baldini recusou-o. Então Jean ofereceu-se para descobrir a receita de um famoso perfume. Finalmente, Baldini aceita-o e, do estado de quase falência, torna-se num comerciante rico, graças a Jean.

Mas Jean tinha necessidade absoluta de se interiorizar, de se conhecer e abandonando tudo vai-se isolar numa gruta durante sete anos. Aí toma perfeita consciência da sua insuficiência de odor corporal e meditando, vai organizando as suas ideias de forma a poder vir fabricar o aroma perfeito.

Finalmente deixa a gruta e dirige-se a Grasse, capital na produção de substâncias aromáticas e emprega-se numa perfumaria. Entretanto vai assassinando jovens virgens afim de lhes tirar o fluído aromático vital, incluindo a filha de um vice-cônsul, que tinha o melhor dos aromas vitai. Jean então cria o tão ambicioso perfume perfeito, aquele que delicia e embriaga as pessoas.

Mas Jean vem a ser descoberto com assassinatos de vinte e quatro jovens, entretanto é preso e condenado a morte.

No dia da acusação, faz uso do seu “perfume” sobre toda a população ali reunida e opera-se numa transformação espantosa: uma louca orgia sem controlo, toma conta da cidade e Jean é considerado um deus, as acusações contra ele são tiradas e ele sai em liberdade.

Jean não que o amor do povo, quer o ódio e com isto em mente dirige-se a Paris num dia extremamente quente do ano 1767, para perto de um cemitério onde á beira das valas abertas existem imensos corpos em decomposição. Ali perto estavam grupos de grandes fogueiras para disfarçar o mau cheiro e para cozinharem. Jean então desembrulhou a garrafinha que continha o seu precioso perfume, ensopou-se dos pés a cabeça. De repente um fascínio incontrolável por aquele homem atravessa os presentes, atraindo-os. Caíram-lhes em cima, arrancaram-lhes as roupas e arrancavam-lhes as unhas e os dentes na sua carne.

Meia hora depois Jean havia desaparecido. Embora aqueles rufias se tivessem apercebido do horror que tinha praticado ao comerem um ser humano, algo de inexplicável estava a suceder, eles sentiram dentro de si paz e felicidade.


4) Citações:

“ E Grenouille não tardou a ver-se completamente envolvido pelo nevoeiro, embebido em nevoeiro e entre as espirais de nevoeiro deixou de haver a mínima lufada de ar. Para não asfixiar, via-se obrigado a respirar esse nevoeiro. E esse nevoeiro era, como se disse, um odor. E Grenouille sabia, alias, de que odor se tratava. Esse nevoeiro era o seu próprio odor. O seu, o de Grenouille, o seu odor pessoal era esse nevoeiro.”



"Aconteceu, assim, que a execução prevista de um dos criminosos mais abomináveis da época degenerou na maior bacanal que o mundo havia conhecido desde o século II antes de Cristo; esposas virtuosas arrancavam os corpetes, desnudando os seios com gritos histéricos, e atiravam-se para o chão, com as saias erguidas; os homens avançavam aos tropeções de olhos alucinados neste campo de carne exposta e voluptuosa, retiravam das calças, com dedos trémulos, os sexos como que endurecidos por qualquer geada invisível, deixavam-se cair com um gemido onde quer que fosse, copulavam nas posições e configurações mais inacreditáveis, o velho com a virgem, o jornaleiro com a mulher do advogado, o pequeno aprendiz com a freira, o jesuíta com a franco-maçónica, tudo à mistura, como ali se encontrava. A atmosfera pesava com o suor adocicado do gozo e transbordava de gritos, gemidos e grunhidos das dez mil bestas humanas. Era infernal.”



“Arrancaram-lhe as roupas, os cabelos, arrancaram-lhe a pele, cravaram-lhe as unhas e os dentes na carne, atacaram-no como hienas. (…) Num curto espaço de tempo, o anjo foi desmantelado em trinta bocados e cada membro da horda empunhou o seu bocado e, cheio de uma gula voluptuosa, afastou-se para o devorar. Meia hora depois Jean-Baptiste Grenouille havia desaparecido da superfície da terra até à ultima fibra. ”



5) Opinião:

Gostei desta leitura pois relata a história de um assassino nato; que faz de tudo por um odor. É sem duvida muito interessante para aqueles que como eu gostam de uma bela aventura sádica Shocked !

Em certos momentos até parece que estava presente a assistir a tudo o que de mal ele fazia as suas vitimas Neutral.

Diana Jesus
Letra
Letra

Número de Mensagens: 8
Data de inscrição: 04/10/2006
Pontos: 2920

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O perfume"- Patrick Suskind

Mensagem por Ana em Qua 21 Fev 2007 - 20:12

Sinceramente, já tive mais curiosidade em ler este livro, mas de momento tenho outros que me cativam mais em lista de espera, apesar de a sua história parecer ser interessante.

Ana
Trilogia
Trilogia

Número de Mensagens: 561
Idade: 24
Data de inscrição: 19/09/2006
Pontos: 2935

Folha de personagem
Guardião secular:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O perfume"- Patrick Suskind

Mensagem por Rute em Sex 23 Fev 2007 - 20:40

Eu nunca consegui ler esse livro não sei pq xD e já faço 2 tentativas e nunca o acabo... lol!
Fui ver o filme e gostei... do que eu li e sabia da historia achei que o filme estava muito fiel =)

Rute
Trilogia
Trilogia

Número de Mensagens: 741
Idade: 25
Localização: Setubal - Portugal
Data de inscrição: 24/09/2006
Pontos: 2942

Folha de personagem
Guardião secular: Alexandria

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O perfume"- Patrick Suskind

Mensagem por Filipe Azevedo em Sab 24 Fev 2007 - 0:17

Muito bem!
Registei Exclamation

_________________
www.vertentes.pt.vu

Filipe Azevedo
Professor

Número de Mensagens: 1229
Idade: 53
Localização: Portugal
Data de inscrição: 09/09/2006
Pontos: 14795

Folha de personagem
Guardião secular: Pérgamo

http://www.vertentes.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Começando...

Mensagem por Arianne em Ter 13 Mar 2007 - 23:27

Comecei agora a ler o livro, estou a gostar muito da história e inclusive estou a fazer um trabalho sobre ele, para a escola, enquanto o leio!
Tem me agradado muito, gosto deste tipo de histórias! Prendem muito minha atenção!Rolling Eyes

Tenho estado a ouvir optimas criticas sobre ele e não vejo a hora de o acabar!Exclamation Exclamation Exclamation

Como fez a Diana optei também por ler o livro antes de ver o filme!
Como não tive oportunidade de ver no cinema, aporveito agora para ler primeiro!!Very Happy

Enfim!!

Tks!!Very Happy

Arianne
Página em branco
Página em branco

Número de Mensagens: 1
Idade: 25
Data de inscrição: 13/03/2007
Pontos: 2760

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum