Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

"Brida" de Paulo Coelho

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

"Brida" de Paulo Coelho

Mensagem por nairsantospereira em Dom 6 Jan 2008 - 10:18

Título: “Brida”

Autor: Paulo Coelho

Editora: Pergaminho

Data da edição: 1996

Motivos que me levaram a escolher este livro


Decidi começar a ler esta obra de Paulo Coelho, porque várias pessoas me aconselharam a tal, argumentando que este era um autor fascinante, com uma escrita fácil de compreender e que conseguia deixar o leitor “fixo” à leitura. Quanto à obra em si, disseram-se que esta era umas das mais fantásticas e extraordinárias obras de P. Coelho.

Como nunca tinha lido nenhuma obra realizada por este autor, embora já tivesse ouvido falar sobre este e, inclusive, tivesse lido acerca do escritor, decidi despertar a minha curiosidade para iniciar a leitura de uma das suas obras. Comecei mesmo por aquela que as pessoas deveras me aconselhavam: “Brida”.



O autor – Paulo Coelho


Paulo Coelho nasceu no Rio de Janeiro, onde exactamente, actualmente mora, passeando no calçadão à beira-mar, quase todos os dias, como sempre apreciou fazer.

Este escritor é visto como uma “pop star” mundial, um autêntico fenómeno da literatura – pelo menos, são estas as muitas descrições que se referem a esta personalidade.

Amante de histórias verídicas ou não, Paulo Coelho gosta de escrever as suas obras em Copacabana, em frente ao mar. No entanto, as suas obras podem surgir em qualquer canto do mundo (Turquia, Budapeste, etc), onde poderá ser visto várias vezes numa só semana! As histórias que escreve reflectem dramas universais.

Este autor é considerado um dos escritores mais lidos em todos os países do mundo, entre os quais o nosso país, recebendo, além disso, imensos prémios (a título de curiosidade, podem destacar-se os prémios: Chevalier de L’Ordre National de la Légion d’Honneur, concedido pelo governo francês, no ano 2000; distinção máxima do Fórum Económico Mundial de Davos, na Suíça). No entanto, também detém o cargo de Conselheiro Especial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), e de Conselheiro do Centro Shimon Peres para a Paz.



Outras obras de Paulo Coelho: “O Alquimista”; “As Valquírias”; “O Demónio e a Senhorita Prym”; “Maktub”; entre outras.

Imagem 1 – fotografia de Paulo Coelho A obra - “Brida”


Género literário: drama / fantasia
Assunto tratado pela obra


Este drama de Paulo Coelho é baseado em factos verídicos. Conta a história de Brida, uma jovem irlandesa de 21 anos, com morada em Dublin, que procura o mundo da magia para tentar encontrar respostas às diversas questões que coloca sobre a sua vida, o sentido da sua existência.

Acabando por conhecer um Mago (Mago de Folk) e Wicca (uma feiticeira), Brida decide iniciar-se no mundo da magia. Tendo de optar entre duas tradições, a Tradição do Sol e a Tradição da Lua, opta pela da Lua. Através de Wicca, sua mestra, descobre os diversos significados desta Tradição e todos os ideais que esta defende.

Numa incessante busca para descobrir o significado da vida, o sentido da sua existência, a verdade e a mentira, o bem e o mal, Brida penetra num mundo de visões acerca do seu passado, começando a compreender tudo o que a atormenta e tudo o que a deixa feliz. Sendo iniciada no mundo da Tradição da Lua por Wicca, a jovem encontra todas as respostas que sempre procurara.





Citações preferidas:



- Página 173: “Eu semeei os meus sonhos no chão que agora pisas; pisa suavemente porque estás a pisar os meus sonhos.”

Esta frase foi elaborada pelo poeta W. B. Yeats - grande conhecedor da Tradição da Lua que participou em sociedades secretas, tendo deixada, nas suas obras, uma mensagem oculta para aqueles que procuravam o caminho espiritual.

Esta citação surge no contexto de memória da personagem principal, Brida. Já conhecendo grande parte do mundo espiritual que desejava seguir, lembrou-se da frase deste poeta, pois estudara as suas obras no seu primeiro ano de Literatura na Faculdade.



- Página 180: “Nunca deixes de ter dúvidas. Quando as dúvidas param de existir, é porque paraste na tua caminhada.”

Esta frase surge numa conversa, via telefone, entre Wicca e Brida. Atormentada pelos milhares de dúvidas e incertezas que foram surgindo ao longo da vida da jovem Brida, esta começa a recear que o caminho espiritual não seja o mais indicado para atenuar tal tormenta que a persegue, ao mesmo tempo que tenta impor a si própria a ideia de que nunca mais quer ter dúvidas, pois depreende que nunca há-de conseguir saciar a sede de descoberta das suas indecisões. Nisto, Wicca (a feiticeira que inicia a jovem na Tradição da Lua) ensina-a que ter dúvidas é a melhor maneira de encontrar respostas para muitas questões.

Um ser humano que não tenha dúvidas não existe. Se não tiver dúvidas, é totalmente impossível a sua viagem pela sabedoria que a experiência de vida transmite.



Opinião sobre o livro


À medida que fui lendo este livro, fui ficando cativada pela boa energia que esta história transmitia. Embora sendo um tanto ou quanto céptica no que toca a assuntos que envolvam magia ou caminhos ocultos e espirituais, tenho de confessar que esta história me comoveu. Ao ver a maneira como cada um pode encontrar respostas para as suas próprias perguntas, notei que cada pessoa tem uma maneira diferente de viver a vida e de a encarar. Enquanto uns encontram respostas em livros e ciência, outros encontram-nas através de antigas tradições, religiões diversificadas.

“Brida” fez-me começar a ver o mundo de outra forma, a abandonar uma ligeira percentagem do cepticismo que sempre me assolou; fez-me ver que o caminho espiritual existe dentro de cada um e não à vista, a olho nu. Cada um segue o caminho da sua alma e encontra respostas para as diversas questões em si mesmo. Agora não é apenas a razão que dá as repostas, é também o coração e aquilo em que acreditamos.

nairsantospereira
Ditongo
Ditongo

Número de Mensagens : 12
Data de inscrição : 06/10/2006
Pontos : 4090

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Brida" de Paulo Coelho

Mensagem por Ana em Seg 7 Jan 2008 - 8:39

Só li deste autor o Alquimista.

A nota que me deu foi de 16,5.
avatar
Ana
Trilogia
Trilogia

Número de Mensagens : 561
Idade : 27
Data de inscrição : 19/09/2006
Pontos : 4107

Folha de personagem
Guardião secular:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Brida" de Paulo Coelho

Mensagem por nilse martinez em Seg 7 Jan 2008 - 15:48

Admiro as obras de Paulo Coelho, pois faz-nos pensar mais sobre a vida. Muitos de meus alunos também gostam desse tipo de leitura. Aqui no Brasil, alguns jovens seguem Wicca, que é uma religião, ou seita, segundo alguns. Gostei da apresentação da Nair, principalmente de sua opinião a respeito do livro, concordo com a nota da Ana.

nilse martinez
Professora

Número de Mensagens : 240
Idade : 60
Localização : Brasil
Data de inscrição : 04/05/2007
Pontos : 4058

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Brida" de Paulo Coelho

Mensagem por Natachaht em Sex 13 Jun 2008 - 7:00

Simplesmente amei Brida, me sinto na pele dela. Parece que vivi tudo aquilo que ela viveu. Sei que tives outras vidas, e sinto uma parte dessas vidas nessa minha vida. Minha alma é eterna, e tbm encontrei meu mago, minha outra parte.

Natachaht
Página em branco
Página em branco

Número de Mensagens : 1
Idade : 32
Localização : Jundiai - SP
Data de inscrição : 13/06/2008
Pontos : 3474

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Brida" de Paulo Coelho

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum