Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

O menino no espelho de Fernando Sabino

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O menino no espelho de Fernando Sabino

Mensagem por julia carolini em Sex 2 Maio 2008 - 14:47

1. Identificação do Livro


1.1. O menino no espelho
1.2. Fernando Sabino
1.3. Record
1.4. 1983- 13º Edição

2. Escolha do Livro

2.1. Um dos motivos que nos levaram a escolha do livro, foi que muitos amigos nos indicaram.

3. Contextualização do Autor


3.1. Nascido em Belo Horizonte no dia 12 de outubro de 1923, o escritor e cronista Fernando Tavares Sabino era o último vivo do quarteto mineiro de escritores integrado por Hélio Pellegrino (1924-88), Otto Lara Resende (1922-92) e Paulo Mendes Campos (1922-91). Essa amizade inspirou Sabino a escrever "O Encontro Marcado" (1956), seu livro de maior sucesso.
No início da década de 1940, começou a cursar a Faculdade de Direito e ingressou no jornalismo como redator da "Folha de Minas". Seu primeiro livro de contos, "Os Grilos não Cantam Mais", foi publicado em 1941, no Rio. Nesse mesmo ano, torna-se colaborador do jornal literário "Dom Casmurro", da revista "Vamos Ler" e do "Anuário Brasileiro de Literatura".


3.2. Os grilos não cantam mais
A Marca
A cidade vazia
A vida real
Lugares-Comuns
O encontro marcado, dentre outros

4. Conteúdo do Livro



4.1. Romance

4.2. A linguagem, “mineirada” e poética, de Fernando Sabino se faz presente com toda a sua força em O menino no espelho. O modo despojado e leve com que narra fatos aparentemente corriqueiros, também. Entretanto, em se tratando de um romance de recordações de seus tempos de criança em sua terra natal, é natural que alguns episódios sejam perceptivelmente fantasiosos. Trata-se sem dúvida de uma daquelas obras de Sabino, em que a naturalidade da narração não diminui em nada o clímax da história. Pelo contrário. A ingenuidade dos pensamentos do protagonista Fernando, quando criança, comove espontaneamente o leitor mais niilista.
Sua narração começa em meio a um temporal, que denunciava grosseiramente as goteiras de sua bucólica residência. Seu pai, sua mãe e irmãos, todos fazem parte da trupe de personagens. Enquanto brincava com as poças de água, provocadas pela chuva, o mesmo Fernando se depara com um homem que conversa brevemente com ele, se despedindo em seguida sem revelar o nome. O menino não sabia quem era aquele misterioso ser. Somente no final do livro é revelado ao leitor o paradeiro do individuo. Tratava-se do próprio escritor, já adulto, que em meio ao lirismo da prosa de Sabino, trava em determinado momento, um singelo contato com a sua versão mirim. Mesmo cercado por fatos prosaicos, tal ocorrido oferta bela dose de emotividade à obra.
O surrealismo presente em O menino do espelho não se restringe à conversa atemporal do homem com a criança. Em dado momento da narração de suas peripécias juvenis, Fernando brinca e conversa com o seu reflexo no espelho, que por sua vez, ganha vida e passa a agir em vários momentos como o seu duplo. Tornam-se grandes amigos. Porém, quando descoberto por terceiros, o reflexo retorna ao seu mundo, o espelho, de onde jamais sairia novamente. Outros saudosos episódios infantis são contados primorosamente, como o primeiro amor, sua relação com os colegas da escola, a torcida pelo América de Belo Horizonte, o seu clube do coração, as brincadeiras com a amiguinha Mariana e o apego aos animais de estimação que povoavam a casa: um cachorro, um coelho, um papagaio e uma galinha, a quem batizou de Fernanda e salvou da “degola” na véspera desta se tornar o prato do dia na refeição. Belíssimo livro, mostrando que em 1982, anos após a publicação de O grande mentecapto, obra prima de Sabino, o autor ainda esbanjava saúde em sua habilidade literária.




4.3. E então aconteceu. A luz se apagou sozinha, quando olhei para ela como fez o homem no filme e experimentei ordenar que se apagasse. Não precisei pronunciar uma única palavra: foi só pensar e ela se apagou.





Essa passagem mostra a parte em que o menino sonha que pode fazer milagres, como o filme em que ele assistiu.





4.4. Gostamos muito desse livro, por que ele é muito divertido e interessante pois conta um pouco da infância do autor.

Julia Carolini e Rafael Hideki
avatar
julia carolini
Ditongo
Ditongo

Número de Mensagens : 12
Idade : 26
Localização : brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 3466

Folha de personagem
Guardião secular:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum