Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Esaú e Jacó- Machado de Assis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Esaú e Jacó- Machado de Assis

Mensagem por Daniel oraculo em Sex 6 Jun 2008 - 7:58



Ficha de leitura



1.identificação do livro

1.1 Título Esaú e Jacó

1.2 Autor: Machado de Assis

1.3 Editora: Mars Craft

1.4 Data de edição 1990



2 Escolha do livro



2.1 Motivos que levaram a escolha do livro

Primeiro por causa do autor, o grande Machado de Assis, o maior escritor brasileiro. O outro motivo, foi uma boa recomendação que vi na televisão e que me despertou a curiosidade de ler este livro.



3. Contextualização do autor



3.1 alguns dados biográficos: Seu nome inteiro é Joaquim Maria Machado de Assis, nasceu em 21 de Junho de 1839 na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Seu primeiro trabalho foi publicado em 1855, era uma poesia chamada “Ela”, publicada no jornal Marmota fluminense. A partir de 1858, sua colaboração em vários jornais e revistas torna-se intensa e tirando algumas interrupções breves, essa relação dura toda a sua vida. O livro de poesias “Crisálidas” é o primeiro livro publicado por ele.

Em 1867 é nomeado para o cargo de ajudante do diretor do Diário Oficial e dois anos depois casa-se com Carolina Augusta Xavier de Novais, com quem viveu casado até 1904 quando ela falece no dia 20 de outubro. Seu currículo é bem maior que isso, foi nomeado em 1873, primeiro oficial da Secretaria do Estado do Ministério da Agricultura, Comércio e Obras Públicas; torna-se depois, Oficial da Ordem da Rosa, por decreto do Imperador em 1888; Diretor da Diretoria do Comércio em 1889; e Diretor Geral da Viação em 1892. Em 1897 torna-se presidente da recém-fundada Academia Brasileira de Letras e em 1904 tornou-se membro correspondente da Academia de Ciências de Lisboa.

No ano de 1908 tirou licença para tratamento de saúde (ele já havia ausentado por motivo de doença em 1878/9 exilando-se em Friburgo, RJ). Faleceu no Rio de Janeiro 19 de setembro de 1908



3.2 Outras obras do autor: Suas obras são várias, mas destacarei as obras do gênero deste livro: Romance. As obras são: Ressurreição, A mão e a luva, Helena, Iaiá Garcia, Memórias póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba, Dom Casmurro, Memorial de Aires e Relíquias de casa velha.



4-Conteúdo do livro

4.1 gênero literário: Romance brasileiro

4.2 assunto Esaú e Jacó conta a história de dois irmãos gêmeos (que como Esaú e Jacó da Bíblia sempre brigavam com eles próprios) Pedro e Paulo desde o nascimento até o auge da vida adulta.

Tudo começa quando sua mãe Natividade, em 1871 no Rio de Janeiro consulta-se com uma vidente, uma jovem cabocla chamada Bárbara que através da foto dos filhos de Natividade já nascidos prevê grandezas e problemas no futuro, no entanto a mãe não entende, mas fica contente ao saber que no futuro serão grandes homens.

Natividade ficou contente com a previsão e voltou para casa feliz e generosa com todos, junto com sua irmã que a acompanhou, Perpétua.

Depois a história volta um certo tempo até o ponto onde ela conheceu seu futuro esposo, Agostinho José dos Santos, um tipo de empresário que iniciou pobre, mas com o tempo ganhou muito dinheiro. Logo ela descobriu que iria ter um filho e mais tarde, descobriu que eram dois filhos ou filhas, gêmeos e briguentos, pois disputavam o espaço no útero materno.

Quando nasceram descobriram que eram dois meninos, gêmeos idênticos e a eles colocaram os nomes de Pedro e Paulo,. Ao crescerem eles ficavam cada vez mais idênticos, no entanto ficaram briguentos, sempre brigavam um com o outro, disputas essas que deixavam a mãe entristecida e mesmo fazendo-os prometer que nunca mais brigassem, eles continuavam. Eram um caso único, especial.

Nessa história há forte participação de um culto homem, um conselheiro e diplomata chamado José da Costa Marcondes Aires que se tornou amigo da família e dos dois gêmeos.

Os garotos, com o tempo, cresceram e se desenvolveram. O pai recebeu o título de Barão de Santos do próprio imperador D. Pedro II, e os filhos adquiriam opiniões políticas diferentes: Pedro, um conservador monarquista,e Paulo,um revolucionário republicano. A situação piorou quando tempos depois conheceram Flora, jovial e talentosa garota de Sr. Batista e D. Cláudia, amigos da família. Flora desempenha um importante papel na história conquistando o coração de ambos os gêmeos que brigam por ela, e ela indecisa não consegue escolher entre um e outro, pois mesmo sendo diferentes, são muito idênticos. E de tantas aventuras e casos, com a queda da monarquia imperial de D. Pedro II e o nascimento da República brasileira iniciada pelo Marechal Deodoro da Fonseca. Flora já uma bela mulher, não consegue se decidir, decisão essa que a mata n’alma e no corpo.

Flora fica doente e acaba morrendo no final, isso faz com que os dois se aproximem e façam um pacto de amizade sobre o túmulo de sua amada.

Para o orgulho da mãe, além de fazerem as pazes, eles entraram para a política, tornado-se deputados (de partidos opostos) e assumiram as cadeiras da Câmara, nessa época Natividade já estava idosa, contudo não perdia a beleza que tinha desde moça. Contudo, com a idade acabou por falecer, mas pediu antes de morrer que eles nunca mais brigassem. Isto os uniu ainda mais.

Pedro e Paulo se tornaram grandes amigos, verdadeiros gêmeos companheiros, no entanto, um certo dia voltaram a brigar. Aires não sabia o porquê, seria por causa da herança da mãe ou seria por outro motivo, disso não se sabe e fica um mistério...



4.3 Citação favorita: “...mas o tempo é um tecido invisível em que pode bordar tudo, uma flor, um pássaro, uma dama, um castelo, um túmulo. Também se pode bordar nada.”, esta citação está no 22º capítulo: Agora um salto e justifica os próximos 99 capítulos restantes.É o conceito de tempo na literatura, os escritores tem esse poder, que através de palavras criam mundos e tempos para dar vida a suas histórias.



4.4 Opinião sobre o livro: O livro Esaú e Jacó não é um livro do meu gênero favorito, no entanto é um livro único, sua estrutura é original: um livro com 121 capítulos de 1 a 5 páginas, cada capítulo é nomeado usando uma palavra ou frase do capítulo que representa seu conteúdo ou dá uma referência, não é um título pensado, é só escolhido. O tema do livro é muito interessante, a história de dois gêmeos que são inimigos entre si e mesmo com tantas tentativas de reconciliação eles sempre acabam brigando, este são seus papéis no destino. E recomendo que leiam pelo menos um livro ou obra de Machado de Assis.


Daniel dos Santos de Carvalho
avatar
Daniel oraculo
Argumento
Argumento

Número de Mensagens : 52
Idade : 26
Localização : Mogi das cruzes - Brasil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 3469

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Esaú e Jacó- Machado de Assis

Mensagem por Rute em Qui 12 Jun 2008 - 5:59

16
avatar
Rute
Trilogia
Trilogia

Número de Mensagens : 741
Idade : 28
Localização : Setubal - Portugal
Data de inscrição : 24/09/2006
Pontos : 3997

Folha de personagem
Guardião secular: Alexandria

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum