Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Orisonho cavalo do príncipe

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Orisonho cavalo do príncipe

Mensagem por tatiane de morais em Qui 25 Set 2008 - 12:13

1.Identificação do livro
1.1. Título
O risonho cavalo do príncipe
1.2. Autor (a)
José jacinto Veiga
1.3. Editora.
Bertrand Brasil.
1.4. Data da Edição
1993.

2. Escolha do livro

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro
Porque ele é muito interessante, relata a realidade que as pessoas se preocupam muito com o nome e com a aparência e deixa lado de as suas características psicológicas, nós não temos que nos preocupar quando as pessoas passam a falar de nós.

Após a leitura do livro


3. Contextualização do Autor

3.1. Alguns dados biográficos.

José j. Veiga nasceu em Goiás, em 1915.Aos 20 anos transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde trabalhou, principalmente, no rádio e na imprensa. Entre 1945 e 1949 viveu na Inglaterra e passou a integrar a equipe da BBC de Londres (uma das mais conceituadas empresas jornalísticas do mundo). De volta ao Brasil escreveu para jornais. Seus romances e contos criaram um universo absolutamente único, fundado em narrativas nas quais o cotidiano e o fantástico se articulam harmoniosamente.
José j.Veiga recebeu quatro vezes o prêmio jabuti (o mais importante do mercado editorial brasileiro) pelos livros De jogos e festas (1981), Aquele mundo de vasabarros (1983), O risonho cavalo do príncipe (1993) e Objetos turbulentos (1998). Em 1997 recebeu o prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto da obra, Morreu em setembro de 1999, aos 84 anos.


3.2. Outras Obras do (a) Autor (a)

Aquele mundo de vasabarros (1983), Objeto turbulentos (1998), De jogos e festas (1981),A casada serpente, Torvelinho Dia e noite, Os pecados da tribo, entre outros.
4. Conteúdo do Livro

4.1. Gênero Literário.
Romance
4.2. Assunto (breve síntese)

José J. Veiga inicia o romance chamando a atenção para o nome da personagem principal, que é César e considerando que César é uma menina, o autor desperta em nós, leitores, o interesse em sabermos as razões do nome e continuarmos a leitura. Embora o autor apresente muitas personagens, pois cria uma nova história a partir das principais personagens, são estes quem dão asas a imaginação do autor. São eles: a menina César, seu irmão de criação Mem e a tia Basília.

O espaço pode ser definido entre a casa de César, onde eles estão escrevendo a tradução do livro, se nos transportamos para dentro da história que César, Mem e sua tia Basília estão escrevendo, temos também a fábrica da família Römer na Alemanha e os vários lugares visitados pelo Sr. Römer em viagem na Etiópia.

Percebe-se que o autor José J. Veiga, ao criar a personagem César, tenta passar para os leitores que devemos ser nós mesmos, não ligar para o que as pessoas possam falar de nós. Ela é uma menina que tem nome de menino devido a um capricho de seu pai e que não vê no nome um problema, leva uma vida normal como qualquer outra garota. Aliás ela é muito especial . è aplicada nos estudos, gosta de ler e se dá muito bem com seu irmão de criação.

A iniciativa dos irmãos fazerem uma tradução do livro da tia foi sem dúvida o ponto principal do romance, pois, o autor cria uma nova história, retratando aspectos do mundo em que vivemos. Como a mudança da família Römer, que deixou de criar porcos e passou a fabricar microcomputadores. E com a viagem do Sr. Römer, o autor nos revela e faz uma crítica através dos diferentes lugares que o Sr. Römer passa, e pessoas que ele encontra pelo caminho: as diferenças sociais, as crianças abandonadas, os governos corruptos, os políticos inescrupulosos.

O príncipe “ Megarata” e seu cavalo “Palafrém” que ri, é uma metáfora que reitera a crítica do autor, e faz um alerta para que fiquemos de olhos abertos e não cruzemos nossos braços para as injustiças e falcatruas que estão em nossa volta.

O autor termina sua obra com o fim da tradução do livro da tia Basílica feita por César, Mem e a própria tia. Acho o romance bom e envolvente, onde o autor consegue ousar na imaginação, sem fugir a verossimilhança.

4.3. Citações favoritas (se necessário, explicadas no contexto)
1. Quando mostra que uma menina tem o nome de um homem,mas ela é muito humilde e um de seus amigos tem um nome super estranho.
2. Um presentaço.Quatrocentas e sessenta páginas! Assim é que eu gosto.Vou começar hoje. Hans Christian Anderson. Já li umas histórias Dele, mas em voluminhos separados.Adorei, tia. Toma um beijo. Nessa parte que Cezar quanha o livro é porque esse livro só pode ler pessoas que são de maiores.
3. Quando ela era mais nova ela não gostava de roupas chiques, ela gostava de roupas humildes.

4.4. Opinião sobre o livro.

Este livro relata opiniões muito importantes ele nos mostra que acima da beleza física esta o caráter das pessoas. Nós achamos este livro muito interessante ele fala fatos do cotidiano o que acontece nos dias atuais .





Nomes: Tatiane 30
Pámela 33

tatiane de morais
Palavra
Palavra

Número de Mensagens : 16
Idade : 27
Localização : Brazil
Data de inscrição : 22/02/2008
Pontos : 3526

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orisonho cavalo do príncipe

Mensagem por Rute em Sab 4 Out 2008 - 6:48

14
avatar
Rute
Trilogia
Trilogia

Número de Mensagens : 741
Idade : 28
Localização : Setubal - Portugal
Data de inscrição : 24/09/2006
Pontos : 4054

Folha de personagem
Guardião secular: Alexandria

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum