Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Onze Minutos, Paulo Coelho

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Onze Minutos, Paulo Coelho

Mensagem por Nadine Fernandes em Sab 29 Nov 2008 - 9:44



1.1. Título: Onze Minutos

1.2. Autor(a): Paulo Coelho

1.3. Editora: Pergaminho

1.4. Data da Edição: 2003

2.1. Motivos que levaram à escolha do livro: Escolhi este livro pois foi-me recomendado pela minha irmã mais velha, com o pretexto de que eu iria gostar.

Nadine Fernandes
Rabisco
Rabisco

Número de Mensagens : 2
Idade : 25
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 27/10/2008
Pontos : 3218

Voltar ao Topo Ir em baixo

Onze minutos, Paulo Coelho

Mensagem por Nadine Fernandes em Seg 1 Dez 2008 - 11:28



3.1. Alguns dados biográficos: Paulo Coelho, nasceu em 1947, na cidade do Rio de Janeiro. Viajou por todo o mundo, e desde aí que escreve, tendo conhecido o sucesso muito cedo. Já lhe foram atribuídos muitos prémios importantes, e entre os mais prestigiados encontram-se o de Chevalier de l’Ordre Nationale de la Légion d’Honneur, a distinção máxima do Fórum Económico Mundial de Davos e o Prémio Bambi da Cultura.


3.2. Outras Obras do(a) Autor(a):

Arquivos do Inferno (1982)

Manual prático do vampirismo (1986)

O diário de um mago (1987)

O Alquimista (1988)

Brida (1990)

O dom supremo (1991)

As valkírias (1992)

Na margem do rio Piedra eu sentei e chorei (1994)

Maktub (1994)

Frases (1995)

O Monte Cinco (1996)

O manual do guerreiro da luz (1997)

Veronika decide morrer (1998)

Palavras essenciais (1999)

O demônio e a Srta. Prym (2000)

Histórias para pais, filhos e netos (2001)

Onze minutos (2003)

O Gênio e as Rosas (2004)

O Zahir (2005)

A Bruxa de Portobello (2006)

Ser como o rio flui (2007)

O vencedor está só (2008)



4. Conteúdo do Livro

4.1. Género Literário: Romance
4.2. Assunto (breve síntese):

A obra relata a história de uma brasileira do nordeste, de seu nome Maria. Depois de uma adolescência frustada, economizou durante dois anos para conhecer terra dos seus sonhos, o Rio de Janeiro. Quando finalmente realizou o seu sonho, foi abordada por um empresário suíço, que apesar de não falar fluentemente português lhe consegui explicar o que tinha para lhe oferecer; um emprego como bailarina de samba na suíça, que ganharía muito bem. Disposta a arriscar e com o apoio da família, Maria foi com o empresário para Genebra, na Suíça, com um contrato assinado, e se ela o tivesse lido com atenção tería percebido o que a esperava: um emprego de dançarina semi-escravo numa casa nocturna. Em pouco tempo, acaba por se cansar e em busca de uma forma mais rápida de ganhar dinheiro para voltar ao seu país, acaba por tornar-se prostituta.

Durante todos este percurso, Maria aprende a distanciar o seu corpo da sua alma, tendo sempre como objectivo arranjar dinheiro para voltar para a sua terra natal: o Brasil.

Quando finalmente tinha dinheiro suficiente para voltar ao Brasil, Maria apaixona-se por um pintor que conheceu num café. Apaixonados, ambos envolvem-se e é com ele que Maria aprende o que era o amor verdadeiro.

Na noite anterior à sua partida, o casal faz amor pela primeira vez. Maria parte de madrugada para o aeroporto, com o secreto desejo de que o amado aparecesse à última da hora e impedisse a sua partida. Mas tal não aconteceu na Suíça, mas sim em Paris, onde o seu voo faría escala.

Maria acabou por ficar com o amado na cidade luz, apesar de saber que o conhecia há poucos dias, “como o destino escolhia sempre por ela, achou que mais uma vez podia correr o risco”.
4.3. Citações favoritas (se necessário, explicadas no contexto)

“A montanha russa é a minha vida, a vida é um jogo forte e alucinante, a vida é lançar-se de pára-quedas, é arriscar-se, cair e voltar a levantar-se, é alpinismo, é querer subir ao topo de si mesmo, e ficar insatisfeita e angustiada quando não se consegue.”

Gostei desta citação, pois descreve exactamente como devemos ver a vida, porque como se custuma dizer “quem não arrisca, não petisca”, e apesar de ser mais fácil não arriscar, é muito mais gratificante arriscar, pois quem não arrisca, fica sempre com a dúvida de como tería sido se tivesse arriscado.


4.4. Opinião sobre o livro:

Apesar de ser um tema muito interessante e de ter gostado imenso de ler o livro, penso que a escrita está demasiado simplista para o tema e o público a que se destina.


Nadine Fernandes
Rabisco
Rabisco

Número de Mensagens : 2
Idade : 25
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 27/10/2008
Pontos : 3218

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onze Minutos, Paulo Coelho

Mensagem por Salomé Raposo em Ter 9 Dez 2008 - 17:40

Registado, Nadine.
Este não conheço, mas já li um ou dois e de facto, a escrita é pouco surpreendente.

Salomé Raposo
Professora

Número de Mensagens : 86
Idade : 46
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 26/09/2008
Pontos : 3269

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onze Minutos, Paulo Coelho

Mensagem por Salomé Raposo em Dom 22 Fev 2009 - 15:46

Gostei da tua ficha, Nadine.
16 valores

Salomé Raposo
Professora

Número de Mensagens : 86
Idade : 46
Localização : Setúbal
Data de inscrição : 26/09/2008
Pontos : 3269

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onze Minutos, Paulo Coelho

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum