Vertentes
Seja bem vindo ao fórum Vertentes.

Pode usar o Facebook no seu "login".

Crónica: José Mourinho - O Homem Azul [por Ricardo Marques]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Crónica: José Mourinho - O Homem Azul [por Ricardo Marques]

Mensagem por RicMarques em Qua 3 Dez 2008 - 7:08

Crónica: José Mourinho - O Homem Azul

À medida que as novelas da TVI vão reafirmando o seu estatuto como líderes de audiências, vai começando a crescer a necessidade de criar “algo” capaz de conseguir, pelo menos, chegar aos seus calcanhares. E, verdade seja dita, a sorte não tem vindo bater à porta das restantes estações de TV, o que é pena, pois estas têm vindo a revelar-se exemplares no cumprimento da sua lei máxima, “O que conta é participar”.

Mas pasme-se a dona de casa e o senhor do café, pois estreou à relativamente pouco tempo a nova novela italiana que promete captar a atenção de miúdos e graúdos, muito por culpa do protagonista de aroma português, José Mourinho.

O actor, que tem estado fora do pequeno ecrã há um bom par de meses, volta agora a estrelar, desta feita em palco italiano. Contratado pelos estúdios da Internazionale de Milano, Mourinho interpreta o mesmo papel de sempre com apenas algumas pequenas diferenças: fazer toda uma família de nerazurri feliz, ao ganhar um prémio que todos cobiçam mas que só os melhores podem alcançar.

Será desafiante, sem dúvida, e o português já veio inclusive afirmar aos media a inclusão da simpatia e do sorriso no seu quotidiano como forma de se adaptar à personagem. Algo que, segundo diz, levou a meses de muita pesquisa e treino intensivos, uma vez que desconhecia no seu vocabulary o significado de ambos os termos.

Com efeito, podemos reparar que esta novela já leva umas quantas semanas e entramos agora na fase em que José Mourinho descobre as suas origens “reais”. Isto porque os primeiros obstáculos começam a ser ultrapassados e o sucesso começa a adivinhar-se (mais do que) certo, ainda que falte bastante tempo para o final da história. Existem, portanto, duas conclusões que podemos obter a partir daqui: a primeira será obviamente que estamos perante um daqueles enredos em que descobrimos o final ao ver o primeiro episódio; a segunda é que Mourinho tem, obrigatória e literalmente, sangue azul a correr-lhe nas veias.

É desapontante verificarmos que um dos grandes ícones portugueses no estrangeiro tem, na realidade, uma anomalia tal, que pode mesmo chegar a ser comparado com o Monstro das Bolachas da Rua Sésamo. Mas será algo com que teremos de viver de forma conformada e ligeiramente orgulhosa, pois apesar de ser anormal, é de facto um dos homens mais influentes do Mundo… e é português.

E, como se não bastasse, facilmente se repara também no rasto de malícia e destruição que acompanha o português em experiências não tão “azuis”. Ora vejamos o exemplo daquela novela portuguesa de inícios de 2001, por sinal a primeira grande experiência do actor, em que o fracasso haveria de ser de tal ordem que a estação que o contratou, o Benfica, haveria de sofrer as piores audiências de sempre, terminando num desonroso sexto lugar.

Mas que fique aqui bem explícito que José Mourinho não fracassou no Benfica. Ele conseguiu a difícil tarefa de encontrar 1001 soluções que não funcionam para se entrar no mundo do Hollywood. E foi através dessas informações, que adquiriu graças ao convívio com a melhor marca de Produções Fictícias do país, que pôde experimentar outras 1001 soluções noutras companhias.

Verificamos então que, ao todo, o actor conhece 2002 maneiras de bem representar, sendo que metade está correcta e a outra metade totalmente errada. Curiosamente, verificamos do mesmo modo que chegou a usar, como que por acaso, todas as maneiras erradas ao mesmo tempo e no mesmo local.

E é aqui, neste aspecto, que deve residir a felicidade de todo e qualquer cidadão português, já que esta é uma das provas de que, por vezes, há actores que gerem pior a crise do que o próprio Governo…

Como argumento contra a crise costuma dizer-se que se desperdiça demasiado dinheiro, não é? Mas digam isso aos agricultores, que naquele tempo se fartaram de vender tomates e dióspiros. No fundo, era uma tentativa de “avermelhar” o Mourinho, e tanto tomate levou o homem na cabeça que acabou por se render e erguer o branco da estação de Leiria.

Mais tarde, como se sabe, foi acumulando sucessos e ganhando reputação (tanto em Portugal como em Inglaterra) ao serviço de empresas da cor do seu sangue, aquela que lhe corre nas veias e é motivo da sua arrogância e da nossa devoção.

Contudo, não seria a obrigação de um membro da “realeza” cooperar e trabalhar para a felicidade de todos e não apenas daqueles que gostam de pôr lantejoulas azulinhas na roupa sempre que ligam a televisão? Talvez, caso a intenção deste artista passe por agradar ao grande público. E o que vemos é que Mourinho é, na verdade, uma pessoa muito humilde e modesta, capaz de compreender que é mais fácil agradar aos que são fáceis de convencer do que àqueles que têm ambições maiores e que gostam de conquistar sempre mais.

E é segundo este “ideal” que o actor tem vivido nestes últimos 10 anos, em que passou de truta a tubarão e é agora temido em todos os horários por onde passa pelos canais rivais. Vai valendo à TVI, então, o facto de esta novela só passar uma vez por semana, quando o pobre homem lá é obrigado a deixar a família e ir até às instalações do Internazionale e assistir, mais uma vez, a nova vitória sua no share televisivo.

-------------

Esta crónica faz parte do meu blog pessoal, onde se encontram muitas outras mais, e cujo o link é www.ricardomarques.pt.vc.
Espero que gostem e visitem
cheers

RicMarques
Rabisco
Rabisco

Número de Mensagens : 4
Idade : 24
Localização : Esmoriz
Data de inscrição : 03/12/2008
Pontos : 3181

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum